Teoria descobre por que as mulheres têm orgasmos

Por Patricia Machado em 01/08/2016

O orgasmo costuma ser considerado o momento mais prazeroso da relação sexual. No entanto, o clímax feminino não possui nenhum papel claro para que a reprodução aconteça. O tema intrigou a ciência por muitos anos, uma vez que os pesquisadores não conseguiam compreender por que o orgasmo acontecia.

+ Estudo revela por que algumas mulheres não conseguem atingir o orgasmo

+ App revela o país onde se faz mais sexo e o melhor dia do mês pra chegar ao orgasmo

Agora, pesquisadores da Universidade Yale, nos Estados Unidos, conseguiram uma resposta para esse questionamento. De acordo com um novo estudo, o orgasmo surgiu para induzir a ovulação.

A pesquisa foi liderada por Gunter Wagner, pesquisador do Instituto de Biologia da Universidade Yale, e pela médica Mihaela Pavličev, do Hospital Infantil de Cincinnati. Ao invés de focarem seus esforços em descobrir algo na biologia humana que explicasse o orgasmo, eles examinaram a evolução dessa característica em diferentes espécies animais.

Como o orgasmo não consegue ser relacionado ao número de nascimentos ou reproduções humanas bem-sucedidas, os pesquisadores tentaram analisar as características psicológicas do orgasmo. Eles descobriram que o orgasmo é capaz de liberar hormônios como a prolactina e a ocitocina, que estimulam a ovulação de alguns mamíferos.

Dessa maneira, a ovulação aconteceria através do estímulo feito pelo animal do sexo masculino em sua parceira para que a fêmea atingisse o orgasmo, ovulasse e conseguisse promover a reprodução da espécie.

Além disso, devido a evolução das espécies, os seres humanos desenvolveram o ciclo menstrual, que não depende da atividade sexual para acontecer e promover a ovulação. Isso fez com que o orgasmo ganhasse um papel secundário e apenas servisse para a promoção do prazer.

Foto: Thinkstock