Uso descontrolado do celular pode causar obesidade em crianças, diz pesquisa

Por Patricia Machado em 15/12/2016

Dar um smartphone para uma criança pode trazer sérios riscos para a sua saúde. Pelo menos é que aponta uma pesquisa liderada pela equipe médica da Harvard School of Public Health, nos Estados Unidos. O hábito de estar sempre conectado ao celular pode contribuir para a obesidade e afetar a qualidade do sono.

+ Saiba como o uso do celular está transformando o seu cérebro e corpo

+ Adolescentes brasileiros não comem frutas e adoram refrigerante, diz pesquisa

Os cientistas analisaram o comportamento de 25 mil crianças e adolescentes com idades entre 14 e 18 anos ao longo de dois anos. Os resultados mostraram que 20% dos voluntários utilizavam o celular por mais de cinco horas por dia, o que classificou os mesmos como viciados em smartphones.

Group Of Children Sitting In Mall Using Mobile Phones

O uso constante e não moderado do smartphone contribuiu para que os jovens tivessem 43% de chance de desenvolver a obesidade, além de terem problemas para dormir. De acordo com os médicos, as crianças que estavam sempre com o celular consumiam mais refrigerante e bebidas doces. Além disso, elas faziam menos exercício físico, contribuindo para o aumento de peso.

Já a qualidade do sono era afetada porque o jovens desenvolveram o hábito de mexer no dispositivo eletrônico enquanto estão deitados na cama, antes de dormir. Por esse motivo, 79% dos entrevistados revelaram que dormiam menos de oito horas por noite, período recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Devido aos resultados encontrados, a equipe médica que desenvolveu o estudo pediu para que os pais imponham um limite de horas para o uso de dispositivos eletrônicos. A descoberta foi publicada no periódico Journal of Pediatrics.

Foto: Getty Images