Tomate e maçã podem reparar os danos do pulmão de ex-fumantes, diz estudo

Por Mariana Castro em 03/01/2018

Quem não é muito fã de frutas, agora terá um bom motivo para começar a comer. Segundo um novo estudo, realizado pela Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, nos Estados Unidos, uma dieta rica em frutas pode ajudar a reparar danos pulmonares, principalmente para aqueles que deixaram de fumar tabaco.

Para chegar a essa conclusão, foram analisadas, ao longo de dez anos, as dietas de 680 adultos. Eles também passaram por testes de espirometria, responsável por registrar o volume e a velocidade de inspiração e expiração. Os resultados mostraram que adultos que ingeriam, em suas formas naturais, mais de dois tomates e mais de três porções de fruta por dia tinham menores declínios nas funções do pulmão.

+ Consumir frutas pode reduzir o risco de diabetes, aponta pesquisa

+ Quando e como devemos consumir frutas?

Os pesquisadores perceberam que componentes presentes no tomate e, mais especificamente, na maçã, são capazes de desacelerar a perda da função deste órgão. Desta forma, conclui-se que todos podem ser beneficiados de uma dieta rica nesses alimentos, especialmente os ex-fumantes de cigarro.

“As funções do órgão começam a declinar em torno dos 30 anos, variando de acordo com a saúde da pessoa”, explicou Vanessa Garcia-Larsen, professora-assistente da Johns Hopkins e principal autora da pesquisa, ao Science Daily.  “Nosso estudo sugere que comer mais frutas com regularidade atenua esse envelhecimento e pode até reparar os estragos feitos pelo cigarro. Essa dieta ainda pode ajudar a combater o diagnóstico de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)”, completou ela.

Foto: Getty Images