Reduzir o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, aponta estudo

Por Patricia Machado em 16/01/2017

Um pesquisa comandada por cientistas norte-americanos e britânicos descobriu que a redução do consumo de sal poderia salvar milhões de vidas. O estudo publicado no periódico The British Medical Journal afirma que, para alcançar tal benefício, seria necessário diminuir em 10% o consumo de sal.

+ Evitar o consumo de carne pode ser o segredo para o emagrecimento, diz pesquisa

+ Comer três fatias de bacon por dia pode levar à morte, aponta pesquisa

Apesar de dar sabor às comidas, o sal aumenta o risco de hipertensão e de doenças cardiovasculares. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo em excesso de sal é responsável pela morte de 1,65 milhão de pessoas.

Além disso, os pesquisadores descobriram que a redução do consumo de sal em um período de dez anos poderia evitar uma perda anual equivalente a 5,8 milhões de anos de boa saúde.

Para ter uma vida saudável e frear o alto índice de mortalidade, o ideal é não ultrapassar o limite de consumo de 2 gramas de sal por dia. Outra estratégia é aumentar o investimento feito pelos governos em campanhas para alertar sobre a mortalidade ligada ao consumo excessivo de sal.

Foto: Getty Images