Saúde e Bem-Estar

Raiva e exercícios intensos elevam o risco de ataque cardíaco, aponta estudo

Raiva e exercícios intensos elevam o risco de ataque cardíaco, aponta estudo

A vontade da maioria das pessoas que está com raiva ou extremamente triste é socar um saco de boxe ou correr o suficiente para liberar adrenalina e conseguir, através do exercício físico, se acalmar. Mas, o que parecia ser uma excelente terapia, pode, na verdade, aumentar o risco da pessoa ter um ataque cardíaco.

+ Pessoas que dormem e acordam cedo têm o coração mais saudável, diz pesquisa

+ Jantar depois das 19h aumenta o risco de ataque cardíaco, aponta pesquisa

O cientista Andrew Smyth, da McMaster University, no Canadá, liderou uma ampla pesquisa sobre o tema. Ele analisou o que motivou o ataque cardíaco sofrido por 12.461 pessoas de 52 países. Todas elas haviam apresentado o problema de saúde pela primeira vez.

Através de um questionário, os voluntários deveriam responder o que havia acontecido uma hora antes ou no dia anterior ao ataque cardíaco. Ao computar os resultados, o pesquisador descobriu que ficar com muita raiva ou muito chateado ou fazer exercícios físicos intensos dobrava as chances de ter um problema no coração. Além disso, a combinação dessas causas é capaz de triplicar o risco de sofrer um ataque cardíaco.

Isso acontece porque emoções extremas causam o mesmo efeito no corpo humano que uma atividade física de alta intensidade. “Os exercícios intensos e as emoções extremas podem elevar a pressão arterial e a frequência cardíaca, alterando o fluxo de sangue nos vasos sanguíneos e reduzindo o fornecimento de sangue para o coração”, explicou Andrew ao Daily Mail.

O resultado do estudo foi publicado no periódico científico American Heart Association.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

Neurons in the brain

Cientistas criam mão robótica para ajudar pessoas tetraplégicas

Patricia Machado09/12/2016
Woman in pain laying in bed

Terapia virtual pode ajudar no tratamento da insônia

Redação Apontador09/12/2016
Pain in abdomen

Depilar a região íntima aumenta o risco de contaminação por DSTs, aponta pesquisa

Patricia Machado08/12/2016
People celebrating

Abusar do álcool na adolescência afeta a memória, diz pesquisa

Patricia Machado08/12/2016
Choosing between apple and doughnut

Fazer diferentes dietas com frequência contribui para o ganho de peso, diz estudo

Mariana Castro08/12/2016
Male doctor checking mammography machine scan with patient woman

Dor nas mamas: quando é normal e quando é preciso investigar

Redação Apontador07/12/2016
A closeup of a woman doing yoga outside with two other women

Ioga se transforma em patrimônio da humanidade

Patricia Machado06/12/2016
Happy smiling child enjoys listens to music in headphones

Cientistas criam playlist capaz de reduzir a ansiedade e o estresse

Mariana Castro06/12/2016
The pregnant woman who has an examination

Maioria das mães brasileiras não planejava engravidar, aponta estudo

Patricia Machado05/12/2016
man in bed eyes opened suffering insomnia and sleep disorder

Dormir com raiva favorece a criação de memórias negativas, diz pesquisa

Mariana Castro05/12/2016
hands of Concerned Women for medical report written by doctor

Mitos e verdades sobre a endoscopia

Patricia Machado05/12/2016
Happy little girl outdoors

Falta de exposição à luz do dia contribui para o desenvolvimento de miopia, aponta estudo

Mariana Castro05/12/2016
HIV blood sample

Mais de 110 mil brasileiros têm o vírus do HIV e não sabem disso, aponta relatório

Patricia Machado01/12/2016
Selection of tropical fruits on white background

Laranja e abacaxi são os alimentos que contém mais agrotóxicos

Mariana Castro01/12/2016
Pretty Woman makes a choice between bad food

Coaching de emagrecimento é novidade para quem deseja perder peso

Carolina Romanini01/12/2016