Primavera aumenta a incidência de dor de garganta; conheça os cuidados

Por Patricia Machado em 26/09/2016

A primavera é uma das estações mais belas do ano. Afinal, as árvores ganham flores e elas são responsáveis por dar cor às grandes metrópoles. No entanto, a estação também é marcada pelo tempo seco, que pode agravar problemas respiratórios e causar dor de garganta.

+ Cinco terapias alternativas que talvez você não conheça

+ Cinco dicas práticas para conquistar a felicidade

“O ressecamento nasal, comum em épocas mais secas, é o que geralmente provoca a dor de garganta, pois quando respiramos pelo nariz, condicionamos o ar para torná-lo bom para o organismo, protegendo a garganta. No entanto, quando ele está entupido, a tendência é respirar pela boca, levando as bactérias diretamente para a garganta, o que causa desconforto na região”, explica Fernanda Dacache, gerente médica de medicamento isento de prescrição do Aché Laboratórios.

Para evitar os efeitos causados pelo tempo seco, é importante manter o organismo hidratado e os ambientes higienizados e livres de poeira. “O recomendável é ingerir, no mínimo, dois litros de água todos os dias para manter o organismo hidratado, auxiliar na prevenção de doenças respiratórias e aliviar a irritação na garganta. Também é importante manter os ambientes limpos, pois evita a disseminação de microorganismos”, orienta.

De acordo com a especialista, hábitos simples são capazes de limpar os ambientes e evitar o acúmulo de poeira doméstica ou infecciosa. “Basta utilizar um pano úmido com água e sabão a fim de remover o acúmulo de poeira”, afirma.

Na maioria dos casos, a dor de garganta causada pelo tempo seco é temporária. Mas, caso ela evolua para um quadro de infecção ou inflamação da garganta, recomenda-se a utilização de medicamentos à base cloridrato de benzidamina. “Se problema perdurar por muitos dias, é necessário ajuda médica para uma avaliação mais detalhada e identificação real da causa do problema”, diz Fernanda.

Foto: Getty Images