Saúde e Bem-Estar

Pesquisa comprova que alimentos são contaminados assim que caem no chão

Pesquisa comprova que alimentos são contaminados assim que caem no chão

Talvez você queira pensar duas vezes antes de comer um alimento que caiu no chão. Por mais que o ditado popular diga que basta assoprar a comida ou até ingeri-la antes de cinco segundos para ficar livre dos riscos, uma nova pesquisa constatou o contrário. O estudo revelou que leva menos de um segundo para que um alimento que caiu no chão seja contaminado por bactérias.

+ Seis alimentos para comer antes do primeiro encontro

+ Nutricionistas explicam o que pode estar te deixando sempre com fome

Os pesquisadores da Rutgers University, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, foram liderados pelo professor Donald Schaffner. Para entender como a contaminação acontecia, eles fizeram com que quatro tipos de alimentos (pão branco, pão com manteiga, melancia e bala de goma) entrassem em contato com quatro tipos de pisos (azulejo, madeira, carpete e aço inox).

As superfícies foram contaminadas com a bactéria Enterobacter aerogenes, que é similar à salmonela, e os alimentos foram expostos ao chão por um, cinco, 30 e 300 segundos. “O ditado popular que estabeleceu a regra dos cinco segundos diz que se a comida cair no chão e for pega imediatamente, ela está segura porque as bactérias precisam de tempo para serem transferidas para o alimento”, explicou Donald ao Daily Mail.

Mas os resultados revelaram que, na verdade, os alimentos são contaminados por bactérias em apenas um segundo. Além disso, alimentos úmidos, como a melancia, são infectados ainda mais rapidamente. A pesquisa também constatou que o carpete foi a superfície menos contaminante porque o tecido impede que o alimento entre em contato imediatamente com a sujeira. Mas isso não significa que a superfície seja mais limpa ou segura.

Foto: Getty Images

Mais em Saúde e Bem-Estar

Self-confident brunette looking at reflection

Procedimentos estéticos são alternativa à bichectomia

Patricia Machado20/01/2017
Sad baby in bed

Acupuntura pode ajudar bebês que choram excessivamente, diz pesquisa

Patricia Machado20/01/2017
Green tea

Sete benefícios do chá verde para a saúde

Mariana Castro19/01/2017
unhappy man suffering from backache at home

Casos de pedra nos rins são mais comuns no verão

Patricia Machado19/01/2017
young woman runner running on city bridge road

Exercícios de alta intensidade têm o mesmo efeito que atividades moderadas, diz estudo

Mariana Castro18/01/2017
makeup artist glues false eyelashes

Maquiagem nos olhos pode favorecer o surgimento de terçol

Redação Apontador18/01/2017
bebida alcoolica e aumento de apetite - getty images

Consumir bebida alcoólica aumenta o apetite, comprova estudo

Patricia Machado18/01/2017
Sick

Como diferenciar os sintomas da dengue, zika e chikungunya

Carolina Romanini17/01/2017
Mexican chili con carne in a pan on a wooden

Comida apimentada pode reduzir o risco de morte, aponta pesquisa

Mariana Castro16/01/2017
portrait of happy young business man at office

Levantar durante o trabalho ajuda a queimar calorias, diz estudo

Patricia Machado16/01/2017
Salt spilling on table from salt cellar

Reduzir o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, aponta estudo

Patricia Machado16/01/2017
Feeling sick and tired.

Pesquisa descobre como o estresse aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Mariana Castro15/01/2017
Woman meditating in the lotus position closeup

Meditação, Reiki e musicoterapia serão oferecidos pelo SUS

Patricia Machado13/01/2017
medium roast steak

Consumir carne vermelha em excesso pode causar doença intestinal, diz estudo

Mariana Castro13/01/2017
bonecas de proposito - reprodução

Aposentada cria bonecas terapêuticas para confortar crianças internadas

Mariana Castro13/01/2017