Saúde e Bem-Estar

Nutricionista lista os benefícios das combinações de alimentos tradicionais na mesa dos brasileiros

Nutricionista lista os benefícios das combinações de alimentos tradicionais na mesa dos brasileiros

A combinação de alguns alimentos já é um costume cultural dos brasileiros. Arroz e feijão, queijo com goiabada, aveia e iogurte, ovos e batatas, e até mesmo o chocolate com morango. A nutricionista funcional Regina Moraes Teixeira diz que, alguns alimentos, quando unidos em uma refeição, podem resultar em “pares perfeitos” tanto no aspecto nutricional, quanto para o paladar.

+ Alimentos que devem ser evitados em restaurantes por quilo ou self-service

“Muitas vezes, a riqueza de nutrientes não está somente em um tipo de alimento. É necessário uma união para que a refeição seja mais rica em vitaminas e saborosa”, afirma.

+ Nutricionista ensina de maneira prática o quanto é uma porção ideal de cada alimento

A seguir, a especialista explica os benefícios das combinações de alimentos tradicionais na mesa dos brasileiros, listando os aspectos nutricionais e a quantidade de calorias presentes nestes alimentos. Confira:

Queijo com Goiabada

queijo e goiabada

O queijo é ótima fonte de proteína animal, de cálcio e de vitamina B5.

A goiabada é rica em carboidratos por possuir açúcar simples na sua composição.

Devido ao alto valor calórico, a dupla deve ser consumida com moderação. Há, em média, 250 kcal em uma pequena porção de queijo com goiabada.

Arroz e Feijão

arroz e feijão

A junção desses dois alimentos traz muitos benefícios à saúde, pois os aminoácidos que um tem o outro não tem.

O arroz é rico em carboidratos, vitaminas e sais minerais, vitaminas do complexo B e, ainda, possui metionina, um aminoácido que ajuda a processar as gorduras e a preservar a função hepática.

O feijão, por sua vez, é rico em vitaminas B1, B2, B3 e B9, potássio, ferro, fósforo, cálcio, cobre, zinco, magnésio, e ainda a lisina, um aminoácido essencial. Apesar de ser uma fonte proteica, sozinho não consegue digerir todas as proteínas que ele oferece e, quando consumido com outro cereal, como no caso o arroz, consegue fazer a digestão de todas as vitaminas e proteínas.

Uma porção de 3 colheres de arroz e duas de feijão, possui cerca de 239 kcal.

Aveia e Iogurte

iogurte e aveia

A aveia é rica em proteínas, minerais e fibras, devido à presença de beta glucana, uma fibra hidrossolúvel que passa inerte ao processo digestivo, formando um gel em contato com a água, responsável por ligar ácidos biliares e eliminá-los pelas fezes. Isso faz com que o colesterol presente na corrente sanguínea seja mobilizado para formação de mais ácidos biliares reduzindo assim os níveis do colesterol no sangue.

O iogurte é rico em cálcio e proteínas. O mais indicado é o desnatado, já que não tem gorduras.

O valor calórico dependerá do tipo de iogurte, se desnatado (cerca de 100kcal).

A aveia deve ser consumida diariamente, cerca de 2 a 3 colheres de sopa (aveia em flocos: 2 colheres de sopa = 106 kcal)

Ovo e Batata

ovo com batata

O ovo é uma excelente fonte proteica, rica em vitaminas e minerais, principalmente pela presença de colina, que faz parte das vitaminas do complexo B. Ajuda na absorção do colesterol “ruim” e também a reduzir a fadiga muscular. É bom para memória, concentração, desenvolvimento cerebral e crescimento saudável do feto. Possui, em média, 77kcal quando cozido (sempre certifique-se a melhor forma de cocção, pois isso muda o valor calórico da refeição).

A batata é fonte de carboidrato, fibra, vitaminas B, C, E, K, potássio, cálcio, ferro, magnésio, manganês e zinco. 100g possui 80 kcal, mas cuidado com o modo de preparo, prefira cozida ou assada.

Chocolate com Morango

O chocolate amargo possui muitas propriedades, melhora a saúde do coração e ajuda a combater o estresse, mas consuma chocolates com maior concentração de cacau, devido à presença de flavonoides, que são antioxidantes naturais e ricos em potássio e magnésio.

O valor calórico varia: o chocolate ao leite, além de ser mais calórico, possui cerca de 4 vezes menos flavonoides que o amargo. 30g de chocolate 3 vezes por semana já são suficientes para obter os benefícios.

O morango é uma fruta rica em vitamina C, silício, manganês, potássio, vitaminas do complexo B e K, antocianinas e antioxidantes, que ajudam a combater radicais livres, além de ser pouco calórico. 100g possuem cerca de 30 kcal.

Mais em Saúde e Bem-Estar

Friends in the cafe

Álcool compromete o cérebro mesmo sem causar embriaguez, diz pesquisa

Mariana Castro20/04/2017
Girl looking in the mirror

Cinco sinais de que sua pele está envelhecendo rápido

Patricia Machado19/04/2017
Businessman sleeping on the couch

Sonecas deixam as pessoas mais felizes, garante pesquisa

Mariana Castro18/04/2017
Pampering cream

Quatro hábitos que podem prejudicar a pele no inverno

Patricia Machado18/04/2017
Teen woman with headache holding her hand to head

Enxaqueca influencia no desenvolvimento de transtorno de ansiedade, conclui pesquisa

Mariana Castro17/04/2017
Woman doing yoga exercise

Meditar regularmente pode ajudar a reduzir o estresse, diz estudo

Mariana Castro17/04/2017
Portrait of a beautiful little girl with strawberry

Consumir frutas pode reduzir o risco de diabetes, aponta pesquisa

Mariana Castro17/04/2017
Sad little girl

Problema auditivo pode prejudicar o aprendizado das crianças na escola

Mariana Castro11/04/2017
mother teaching daughter to cut vegetables

Mitos e verdades da dieta vegana

Mariana Castro10/04/2017
assadura em bebes - istock

Dicas para tratar assaduras em bebês

Mariana Castro10/04/2017
Mother and daughter

Filhos de mães mais velhas têm menos problemas comportamentais, diz estudo

Mariana Castro07/04/2017
woman tired of diet restrictions craving sweets chocolate

Psicólogos desenvolvem técnica para controlar compulsão por chocolate

Mariana Castro06/04/2017
boy and headphones

Jogar videogame pode ajudar no combate à depressão, afirma pesquisa

Mariana Castro05/04/2017
Woman Suffering From Stomach Ache

Itália planeja oferecer licença remunerada para quem sofrem com cólicas menstruais

Mariana Castro03/04/2017
Prescription Drug

Tomar anti-inflamatórios aumenta o risco de infarto, diz pesquisa

Mariana Castro31/03/2017