Mitos e verdades sobre alergias respiratórias

Por em 01/07/2016

Em época de tempo seco, quem possui algum tipo de alergia respiratória padece com o excesso de poluição e baixa umidade do ar. Narinas congestionadas e com secreção, além de tosse seca e constante, são os maiores incômodos sofridos pelas pessoas.

+ Como evitar as doenças da estação

+ Acupuntura pode ser aliada na prevenção das doenças típicas do inverno

Alguns podem apresentar a rinite alérgica, uma inflamação da mucosa do nariz que tem como sintomas coceira, espirros, nariz entupido e coriza. Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, cerca de 30% da população do país sofre de algum tipo alergia respiratória, como rinite e asma.

Segundo a gerente médica da unidade MIP do Aché Laboratórios Farmacêuticos, Talita Poli Biason, a rinite alérgica pode trazer algumas consequências que vão desde alteração da qualidade de vida, até a predisposição a quadros de infecções como otite (infecção de ouvido) e sinusite. A especialista esclarece agora alguns mitos e verdades sobre as alergias respiratórias. Confira:

Lavagens nasais podem ser realizadas regularmente? Verdade.

A lavagem nasal auxilia na remoção de antígenos (partículas ou moléculas) que, ao entrarem em contato com a mucosa nasal, colaboram para o desencadeamento de crises alérgicas. Além disso, auxilia na retirada do excesso de muco. Para as lavagens, faça o uso de uma solução nasal de cloreto de sódio 0,9%, pois fluidifica a secreção nasal sem agredir o nariz. O ideal é fazer a higienização de duas a três vezes ao dia.

As alergias respiratórias só ocorrem em dias mais frios? Mito.

As crises de alergias respiratórias ocorrem em qualquer época do ano. Porém, nas estações mais frias (outono e inverno) o aumento dos sintomas acontece devido ao ar seco e temperatura mais baixa. Nessa época do ano, também há aumento da exposição aos ácaros e fungos como a que ocorre pelo maior contato com as roupas de frio e cobertores que são retirados do armário.

Produtos com cheiros fortes devem ser evitados? Verdade.

Os perfumes, mesmo os de fixação mais leve como águas de colônia, precisam ser evitados pelos alérgicos, inclusive, por parentes próximos. Os produtos de limpeza, também devem ser utilizados longe da presença de quem sofre desse mal, para evitar as crises alérgicas.

Rinite alérgica tem cura? Mito.

A rinite alérgica não tem cura definitiva. Porém, é possível mantê-la sob o controle através do emprego de um tratamento adequado e, claro, evitando o contato com agentes alergênicos, como, por exemplo, poeira doméstica.

Alérgicos podem praticar esportes? Verdade.

Quem possui algum tipo de alergia pode e deve praticar esportes. No entanto, recomenda-se conversar com o médico na hora de escolher o melhor esporte. Além disso, é preciso seguir alguns cuidados: nos dias muito quentes e de baixa umidade do ar os exercícios devem ser evitados; é preciso ter atenção redobrada na hidratação durante a prática de esportes e vestir roupas leves e confortáveis, principalmente, quando se trata de crianças.