Saúde e Bem-Estar

Linfoma não-Hodgkin: entenda a doença de Edson Celulari

Linfoma não-Hodgkin: entenda a doença de Edson Celulari

Apesar de não estar entre os tipos de câncer mais comuns, nesta semana, o linfoma não-Hodgkin (câncer no sistema linfático) chamou a atenção de todo o país. Isto porque na segunda-feira (20), o ator Edson Celulari revelou ao público que está enfrentando a doença. O tumor, aliás, é do mesmo tipo que afetou o ator Reynaldo Gianecchini, a autora Glória Perez e a presidente afastada Dilma Rousseff.

Estima-se que o linfoma não-Hodgkin tenha uma incidência de 20 casos por 100 mil habitantes nos Estados Unidos, resultando em aproximadamente 72 mil novos casos por ano. Os dados são da SEER, data base do governo americano.

famosos que tiveram câncer linfoma

Reynaldo Gianecchini, Glória Perez e Dilma Rousseff já tiveram o infoma não-Hodgkin

No Brasil, cerca de 10.240 pessoas serão diagnosticadas com esse tipo de linfoma em 2016, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). O Rio Grande do Sul é o Estado com maior incidência: 9,83 a cada 100 000 homens e 8,35 a cada 100 000 mulheres são afetados pela doença.

+ Lúpus atinge dez vezes mais mulheres do que homens

Mas quais as características desta doença? As células do sistema imune, os linfócitos, se tornam malignas e dão origem aos linfomas, que podem ser do tipo Hodgkin e não-Hodgkin. Os linfomas não-Hodgkin podem ser agressivos ou pouco agressivos. O fato curioso é que na maior parte dos casos não há causas que predispõem ao aparecimento dos linfomas.

“Em uma minoria dos casos, a doença se desenvolve em cenários mais específicos, como em pacientes em uso de drogas imunossupressoras, no pós-transplante ou em caso de algumas infecções”, explica o hematologista Phillip Scheinberg do Centro Oncológico Antônio Ermírio de Moraes, da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Os linfoma geralmente aparecem com o aumento dos linfonodos, também conhecidos como ínguas, que podem se manifestar na região do pescoço, axilas, tórax ou abdômen. Outros sintomas são febre, mal estar geral, sudorese e perda de peso. Menos comumente, eles podem afetar estruturas como pulmão, fígado, ossos, trato gastrointestinal e cérebro.

+ 9 mudanças de hábitos que podem ajudar na prevenção do câncer

+ Bebidas muito quentes podem causar câncer de esôfago, diz OMS

O tratamento varia de acordo com o grau de envolvimento pela doença e o seu comportamento (mais ou menos agressivo). Em algumas formas menos agressivas do não-Hodgkin é possível apenas observar. Já nas formas mais agressivas, sempre é requerido o tratamento inicial com quimioterapia. Drogas imunoterápicas e terapias-alvo estão entre as novidades da área.

Segundo o hematologista, outra curiosidade é que, infelizmente, não há como prevenir este tipo de câncer. “É preciso estar atento aos sintomas e procurar um médico para que possa ser realizada uma avaliação e a conduta mais indicada”, orienta.

Mais em Saúde e Bem-Estar

HIV blood sample

Mais de 110 mil brasileiros têm o vírus do HIV e não sabem disso, aponta relatório

Patricia Machado01/12/2016
Selection of tropical fruits on white background

Laranja e abacaxi são os alimentos que contém mais agrotóxicos

Mariana Castro01/12/2016
Pretty Woman makes a choice between bad food

Coaching de emagrecimento é novidade para quem deseja perder peso

Carolina Romanini01/12/2016
Reassuring patient

Campanha mostra a importância da busca por informações corretas em casos de câncer

Patricia Machado01/12/2016
Fun old woman

Aumenta expectativa de vida do brasileiro, segundo IBGE

Redação Apontador01/12/2016
pessoa mais velha do mundo - AP4

Pessoa mais velha do mundo completa 117 anos e revela o segredo da longevidade

Carolina Romanini01/12/2016
Young man and woman working together in architects office

Olhar nos olhos durante uma conversa dificulta o funcionamento do cérebro

Mariana Castro01/12/2016
Woman playing tennis

Praticar tênis pode reduzir o risco de morte em qualquer idade, sugere estudo

Redação Apontador30/11/2016
girl with pink striped socks, sleeping in bed

Dormir de meias pode ser bom para o sono e até mesmo para o sexo

Mariana Castro30/11/2016
Manicure and care for beautiful woman nails

Unhas podem indicar doenças e falta de vitaminas; veja 5 sinais

Redação Apontador29/11/2016
Woman folding skin on her hips

Mitos e verdades sobre a celulite

Carolina Romanini29/11/2016
Difficult journey

6 dicas para preservar a coluna em viagens

Carolina Romanini28/11/2016
Drawing in adult coloring book

Costurar, pintar e cozinhar podem aliviar o estresse e a depressão, dizem especialistas

Mariana Castro28/11/2016
Nothing interesting to watch.

Jovens estão sofrendo com problemas da “velhice” cada vez mais cedo

Mariana Castro28/11/2016
woman with sensitive teeth

5 dicas para prevenir a retração da gengiva

Redação Apontador28/11/2016