Saúde e Bem-Estar

Jornada de trabalho de seis horas tem se mostrado eficaz na Suécia

Jornada de trabalho de seis horas tem se mostrado eficaz na Suécia

No ano passado, alguns empregadores na Suécia passaram a experimentar uma jornada de seis horas de trabalho na esperança de aumentar a produtividade dos funcionários. Esperar que as pessoas passem menos tempo no escritório, tendo mais trabalho a ser feito, pode parecer contraditório mas, de acordo com uma nova pesquisa, o país parece estar no caminho certo.

+ Trabalhar demais é ruim para a saúde e aumenta risco de derrame, diz estudo

Segundo reportagem da Bloomberg, enfermeiros que passaram o último ano trabalhando seis horas por dia foram mais felizes, mais produtivos e mais enérgicos no trabalho e em casa. O estudo, financiado pelo governo, foi realizado pela casa de repouso Svartedalens, em Gotemburgo, para verificar se redução do horário de seus 68 enfermeiros resultaria em uma maior moral dos funcionários e melhor atendimento dos pacientes.

Depois de um ano, os resultados mostraram que seus instintos estavam corretos: os enfermeiros estavam 20% mais felizes do que um grupo de controle em situação semelhante. Eles também ficaram menos doentes (metade do tempo do que costumavam ficar) e precisaram tirar 2,8 vezes menos dias de folga nas duas semanas analisadas.

Estes efeitos positivos permitiram aos enfermeiros fazer 64% mais atividades com os moradores do que se tivessem sido obrigados a colocar em horas extras. Svartedalens não foi a única empresa sueca que experimentou dias de trabalho mais curtos.

Uma filial da Toyota, também com sede em Gotemburgo, implementou semanas de trabalho de 30 horas por de uma década, e a startup de tecnologia Brath também segue o mesmo calendário. Ir pelo caminho da Suécia pode ser positivo de diversos aspectos: além de melhorar a produtividade, trabalhar menos também pode melhorar — e muito — a saúde.

Via Bloomberg

Saúde e Bem-Estar

Mais em Saúde e Bem-Estar

Woman measuring her waist

Gene encontrado em verme pode ajudar a combater a obesidade, aponta estudo

Mariana Castro20/02/2017
Marijuana bud

Anvisa autoriza uso de medicamento à base de maconha para tratamento de Alzheimer

Patricia Machado17/02/2017
Doctor's and patient's hand

Câncer é a principal causa de morte por doença entre pessoas de 15 e 29 anos, diz estudo

Patricia Machado15/02/2017
idoso cartao de natal - imagem 3 - reproducao

Idoso com demência recebe cartões no dia dos namorados de pessoas desconhecidas

Mariana Castro14/02/2017
Noisy Nursery Lesson

Ruído nas escolas pode acarretar danos à audição de alunos e professores

Redação Apontador14/02/2017
Measuring fatty abdominal

Dormir menos de 7 horas por dia engorda, garante estudo

Patricia Machado13/02/2017
Alcohol cleaning gel

Anvisa suspende lote de gel antisséptico

Mariana Castro13/02/2017
girl in the forest uses the spray against mosquitoes

Oito produtos que podem perder o efeito ou fazer mal à saúde após o prazo de validade

Redação Apontador13/02/2017
Father and son future

Poupatempo ajuda no reconhecimento de parternidade

Mariana Castro13/02/2017
Audience with hands in the air at a music festival

Pesquisa descobre que música, sexo e drogas ativam as mesmas substâncias no cérebro

Mariana Castro10/02/2017
cadeira de rodas - divulgacao

Tecnologia permite que cadeiras de rodas sejam guiadas por expressões faciais

Patricia Machado10/02/2017
Beautiful pregnant business woman

Carregar peso e trabalhar à noite pode influenciar a fertilidade, diz pesquisa

Mariana Castro10/02/2017
Smiling woman in a shower

Cinco objetos extremamente sujos que tocamos diariamente

Patricia Machado09/02/2017
cooked rice

O modo como você cozinha o arroz pode ser perigoso para a saúde, revela pesquisa

Mariana Castro09/02/2017
Red and white pills coming out of bottle on Caucasian hand

Ibuprofeno não é tão eficaz para dores e pode gerar efeitos colaterais, diz estudo

Mariana Castro08/02/2017