Estudo descobre o efeito da lua no corpo humano

Por Patricia Machado em 10/05/2016

Um estudo realizado pelo instituto de pesquisa Eastern Ontario, no Canadá, contraria o que muitos astrólogos acreditam e defendem. De acordo com os cientistas, as fases da Lua não são capazes de influenciar o comportamento humano.

+ Acupuntura pode ser aliada na prevenção das doenças típicas do inverno

+ Vitaminas e suplementos que ajudam a fortalecer a imunidade

A pesquisa analisou como as fases da Lua influenciavam o sono e a performance em atividades físicas de 5.812 crianças de todos os continentes.

Os cientistas escolheram crianças para participar do projeto porque elas seriam mais suscetíveis a possíveis mudanças. Além disso, o estudo foi realizado durante 28 meses e dividido em três partes: Lua Cheia, Meia Lua e Lua Nova.

Após a análise dos dados obtidos, os pesquisadores concluíram que as fases da Lua não são capazes de influenciar o comportamento dos seres humanos. Isso porque a única descoberta foi que na fase de Lua cheia as pessoas dormem cinco minutos a menos do que na Lua nova. No entanto, essa mudança não é significativa para provar qualquer alteração comportamental.

“O estudo fornece evidências de que a Lua parece não influenciar o comportamento das pessoas. Nosso comportamento é influenciado por outros fatores como genética, educação, renda e aspectos psicológicos ao invés das forças gravitacionais”, disse Jean-Philippe Chaput, líder da pesquisa, ao jornal The Mirror.