Cuidados com as crianças no verão

Por Patricia Machado em 27/11/2017

O verão é marcado por altas temperaturas e pelo sol escaldante. Apesar da estação favorecer passeios ao ar livre e idas à praia e piscina, quem não se cuidar poderá sofrer com a desidratação, queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele. As crianças, por serem mais frágeis e ficarem expostas a possíveis contaminações, correm mais risco de desenvolver as doenças da estação e precisam de atenção e cuidado redobrados.

+ Pesquisa mostra que 65% dos brasileiros não usam filtro solar diariamente

+ Ansiedade: entenda o transtorno, sintomas e tratamentos

Para evitar contratempos, as brincadeiras ao ar livre devem ser realizadas em horários específicos, evitando os momentos de maior intensidade dos raios solares. Também é importante um equilíbrio entre a alta temperatura externa e o ar-condicionado dos ambientes fechados.

“A exposição solar deve ser evitada entre 10h e 16h. Nesse período, predomina a radiação ultravioleta-B, que é responsável pelo desenvolvimento do câncer da pele. Até às 10h e após às 16h, a exposição solar pode ser feita, mas sempre com o uso do filtro solar, roupa apropriada e chapéu. E, nas crianças mais velhas, óculos de sol”, explica Silmara Cestari, presidente do Departamento Científico de Dermatologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP). “O ar-condicionado deve ser utilizado com cuidado, principalmente se a criança ficar entrando e saindo do ambiente refrigerado”, completa.

Além da desidratação e da diarreia, outro problema frequente em crianças durante o verão é o surgimento de doenças de pele. Os problemas mais comuns são a miliária, conhecida popularmente por brotoeja e decorrente do suor, as micoses, que são ocasionadas pela exposição aos fungos, a larva migrans, que é conhecida como bicho-geográfico e ocasionada pela penetração na pele de vermes vindos das fezes de cachorros e gatos em terrenos arenosos, e as reações à picadas de insetos.

No verão, é comum que as crianças tenham diarreia, vômito, alergias, infecções de pele, viroses intestinais e otite

Uma forma de prevenir as doenças da estação é consumir água, sucos e alimentos leves, como verduras e frutas. Outra dica importante para garantir a saúde dos pequenos é fazer com que eles usem roupas com tecidos finos e cores claras, uma vez que eles armazenam menos calor. O protetor solar também deve ser usado diariamente e repassado com frequência.

“O protetor deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição solar, para que possa penetrar e agir adequadamente, e deve ser reaplicado a cada duas horas e sempre que a criança sair do mar ou da piscina”, orienta a dermatologista.

Fotos: Getty Images