Coronavírus nos elevadores: veja cartilha com sugestões de cuidados e prevenção

Por Thais Lopes em 18/03/2020

Elevadores são um meio de transporte imprescindível nas cidades brasileiras. Em dias úteis, apenas na cidade de São Paulo, os cerca de 90 mil elevadores instalados transportam mais de 25 milhões de pessoas — um número oito vezes maior que o de passageiros transportados pelos ônibus, por exemplo.

elevadores

Imagem: Stock

Em tempos de coronavírus, esses equipamentos precisam ser ainda mais higienizados para preservar a saúde dos usuários. Nos elevadores da capital podem circular mais de duas vezes a população de Portugal (10,3 milhões) num só dia. Em todo  Brasil todo são cerca de 400 mil elevadores.  Estima-se que  São Paulo e Rio de Janeiro juntos centralizam 50% dos equipamentos do país.

+ Novidades no Apontador: móveis rústicos sob medida na Design Country

Atenta a grave ameaça à de saúde pública, a Associação Brasileira das Empresas de Elevadores (ABBEL) lança uma cartilha com orientações e dicas de cuidados básicos nos elevadores para reduzir a disseminação do novo coronavírus no país.

O objetivo é alertar usuários, síndicos, empresas de manutenção de elevadores e trabalhadores do setor: todos podem se expor a riscos de saúde, se não adotarem medidas preventivas. “Sem saber que você saiba, alguém contaminado com o Coronavirus (COVID-19) pode ter utilizado o elevador antes de você”, alerta a cartilha. “Alguém pode ter espirrado dentro da cabina e/ou tocado o mesmo botão que você irá apertar”.

Recomendações para o uso dos elevadores em edifícios residenciais ou comerciais:

  • Evite usar o elevador quando estiver cheio, espere sempre a próxima viagem.
  • Caso precise descer apenas dois andares ou subir um único pavimento, opte pelas escadas. Evite o elevador.
  • Acione o botão de chamada do elevador com o auxílio de um lenço de papel descartável. Adote o mesmo procedimento no botão  interno da cabina para acionar o seu pavimento.
  • Adote o mesmo procedimento do uso de um lenço de papel descartável nas portas de pavimento do tipo Eixo Vertical. Ou seja, aquelas que necessitam serem puxadas com a mão para entrar e empurrá-las para sair da cabina.
  •  Ao viajar no elevador evite encostar nas paredes da cabina.
  • O condomínio deve efetuar a higienização do interior da cabina, se possível, no intercalo de duas horas, dependendo do fluxo de pessoas que circulam pelo elevador.
  • É preciso cuidado para não aplicar produtos de limpeza diretamente sobre as peças como botões, visores, indicadores de posição, subteto etc. Isso pode atacar as peças como acrílicos e plásticos.
  • Umedeça um tecido especial para limpeza no produto e passe suavemente sobre as partes do elevador.
  • Nunca utilize produtos abrasivos e esponjas de aço para não riscar os componentes. A mesma recomendação acima vale para os botões e puxadores de porta que ficam no pavimento.

Veja a cartilha completa com todas as recomendações da Associação Brasileira das Empresas de Elevadores

Dessa forma você contribui para a não propagação do Coronavirus (COVID-19).

Fonte: Costa e Silva Comunicação