Consumir frutas pode reduzir o risco de diabetes, aponta pesquisa

Por Mariana Castro em 17/04/2017

Hoje em dia, nenhum alimento escapa dos diversos mitos criados sobre eles. A fruta, por exemplo, sempre foi vista como uma aliada da dieta, mas passou a ser taxada como inimiga. Agora, uma pesquisa provou que ela é “do bem” e, além de conter substâncias nutricionais, pode reduzir o risco de diabetes.

+ Quando e como devemos consumir frutas?

+ Consumir mais frutas e verduras traz felicidade, diz estudo

Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, refutaram as críticas ao consumo de frutas fundadas nos altos níveis de açúcar que o alimento contém. Segundo o estudo, as frutas não aumentam o açúcar sanguíneo de forma prejudicial. Isso porque a glicose e a frutose, presentes nelas, são metabolizadas de forma diferente do que os açúcares refinados que contêm os doces e comidas processadas.

Para o estudo, 500 mil de pessoas foram monitoradas por um período de sete anos na China. Aqueles que comiam frutas todos os dias tinham 12% menos chances de desenvolver diabetes do que os que nunca ou muito raramente consumiam o alimento. “É um mito que pessoas com diabetes não devem consumir frutas”, explicou Emily Burns, do Instituto de Diabetes do Reino Unido, ao Daily Mail. “O tipo de açúcar que elas contêm é diferente do açúcar adicionado que devemos evitar”, completou.

+ Como lavar frutas e verduras corretamente

Mas, os pesquisadores sugerem que as pessoas priorizem frutas como maçã, laranja, pera e frutas vermelhas ao invés de banana, uva e frutas tropicais. Isso porque elas aumentam a quantidade de açúcar no sangue de maneira gradual. Esse hábito ainda garantirá melhores quantidades de fibras e vitaminas para o corpo.

Foto: Getty Images