Como prevenir o câncer de próstata?

Por Patricia Machado em 13/11/2017

Dados oficiais revelam que um em cada sete homens no Brasil terá câncer de próstata. A doença é comum e, depois do câncer de pele, é o tumor mais frequente nos homens. Na maioria dos casos, o problema acomete aqueles que já passaram dos 50 anos.

+ Câncer: entenda o que é a doença e saiba como lidar com o diagnóstico

+ Câncer infantil: sintomas, causas e tratamento

“Muitos homens não sabem o que é a próstata e o que ela faz. Ela é uma pequena glândula que faz parte do sistema reprodutivo do homem, geralmente tem um formato arredondado e é do tamanho de uma bola de tênis de mesa”, afirma Davi Jing Jue Liu, oncologista da Clínica Fares. “Ela é responsável por acrescentar alguns fluidos no líquido seminal, que carrega o esperma produzidos no testículo. Por isso, sua localização é embaixo da bexiga, bem no final da barriga. Ela fica na frente do reto e em torno da uretra”, completa.

O câncer de próstata é uma doença que se desenvolve de maneira lenta, gradativa e silenciosa. Por isso, é comum que o paciente não perceba a existência de sintomas e acabe descobrindo o problema quando a doença já está em um estágio mais avançado. “Após o diagnóstico, o médico pode dividir a doença em estágios e isso serve para ajudar no direcionamento do tratamento e estimar as chances de sucesso. Se o paciente está em um estágio inicial, as chances de cura podem chegar a 90%”, explica o especialista.

O desenvolvimento do câncer de próstata é raro antes dos 40 anos e bem comum após os 50 anos. Alguns fatores podem colaborar para o aparecimento da doença durante a velhice. Além das condições genéticas, o estilo de vida pode influenciar na ocorrência do câncer de próstata. Homens que têm uma dieta rica em gordura e carne vermelha e pobre em frutas e legumes podem ter uma tendência maior de desenvolver a doença. Outros fatores, como o cigarro e a obesidade, também estão relacionados ao desenvolvimento desse tipo de câncer.

Dados oficiais revelam que um em cada sete homens no Brasil terá câncer de próstata

Entre os sintomas mais comuns, alguns pacientes podem apresentar problemas para urinar, como jato fraco e frequência aumentada (especialmente durante a noite), presença de sangue ou conteúdo escuro na urina. Outros apresentam problemas de ereção, ou presença de sangue no sêmen. “Quando o tumor se torna avançado, pode acometer os ossos do quadril ou da coluna e o paciente pode sentir dor nessas localidades”, explica Davi.

Quando se suspeita do câncer de próstata ou quando o paciente decide realizar o rastreio da doença, é feito o toque retal e a coleta do exame de PSA no sangue. Se estes vierem alterados, o paciente poderá ser submetido, antes da biópsia, a um exame de ultrassonografia ou ressonância. Dependendo do caso, outros exames podem ser necessários.

“As principais modalidades de tratamento para o câncer de próstata envolvem cirurgia, radioterapia e medicações, como a quimioterapia e hormonioterapia. O tratamento escolhido pode ser uma combinação destas modalidades e vai variar de paciente para paciente”, afirma o especialista.

Algumas atitudes ajudam a reduzir as chances de desenvolver o câncer de próstata. De acordo com o especialista, comer frutas e vegetais regularmente, reduzir a ingestão de carne vermelha, comer peixes, que são ricos em ômega-3, fazer atividade física, manter um peso saudável e não fumar ajudam na prevenção.

“Nós, homens, precisamos nos cuidar”, alerta Davi. “Muitas vezes, a gente atende pacientes que chegam com a doença avançada até o consultório por medo de ir ao médico, o que, na verdade, é pura falta de informação”, completa.

Foto: Getty Images