Como funciona a melatonina, o “hormônio do sono”

Por em 13/12/2016

O suplemento de melatonina, hormônio que regula o sono, está entre os medicamentos naturais mais usados nos Estados Unidos. Dados do levantamento National Health Interview Survey, publicado este ano, revelaram que o uso do medicamento mais que dobrou entre 2007 e 2012 – estima-se que 3,1 milhões de americanos tenham feito uso da melatonina nesse período.

+ Terapia virtual pode ajudar no tratamento da insônia

+ Dor nas mamas: saiba quando é normal e quando é preciso investigar

A substância é indicada para o tratamento de distúrbios do sono e o estresse. No Brasil, ela já foi aprovada para uso em farmácias de manipulação, mas ainda não tem autorização da Anvisa para ser comercializada em drogarias comuns.

Luisa Saldanha, farmacêutica e diretora técnica da Pharmapele, que já manipula o medicamento, explica como ele funciona.

“A melatonina disponível para manipulação é de origem sintética e traz os benefícios do hormônio produzido naturalmente pelo organismo, pela glândula endócrina pineal. Por ser secretada no período noturno, ela age na regulação do sono e na diminuição da temperatura do corpo. Em um ambiente escuro e calmo, os níveis de melatonina do organismo aumentam, causando o sono.”

Luisa explica que a melatonina não é viciante e, justamente por não causar dependência química, é considerada uma alternativa segura aos benzodiazepínicos (relacionados à produção de cinco efeitos no organismo: sedativos, hipnóticos, ansiolíticos, relaxantes musculares e anticonvulsivantes). “Não há registros de efeito colateral na literatura; nos Estados Unidos o produto é considerado de uso seguro pelo órgão regulador FDA (Food and Drug Administration)”.

Está procurando uma farmácia de manipulação? Clique aqui e faça uma busca no Apontador!

Foto: iStock