Comida apimentada pode reduzir o risco de morte, aponta pesquisa

Por Mariana Castro em 16/01/2017

Se você é fã de uma comidinha apimentada, vai adorar esta novidade. Além de dar um sabor especial para qualquer prato, novos estudos revelaram que a pimenta pode ser responsável por fazer você viver mais. Segundo a pesquisa, doenças relacionadas ao coração são as mais comuns de serem evitadas através do consumo do tempero.

+ Reduzir o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, aponta estudo

Segundo os cientistas da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, não é necessário comer a pimenta pura. Desde o curry até a comida mexicana, qualquer comida apimentada já proporciona o benefício. Para chegar a essas conclusões, eles estudaram os hábitos alimentares de 16 mil americanos, ao longo de 23 anos.

Durante o tempo de estudo, quase 5 mil pessoas morreram. A mortalidade total para os participantes que consumiam pimenta foi de 21,6%, em comparação com 33,6% dos que não consumiam o tempero. A diferença, ajustada ao estilo de vida e às características clínicas e demográficas dos participantes, foi de 13%.

+ Comer três fatias de bacon por dia pode levar à morte, aponta pesquisa

+ Nutricionista define o cardápio ideal para cada fase do ciclo menstrual

O estudo sugere que a queda no risco de mortalidade para os que consomem pimenta se dá devido aos canais de receptores transientes de potencial, presentes na superfície externa das células do corpo humano. Eles são os principais receptores da capsaicina, composto químico presente na pimenta. É essa substância que promete benefícios à saúde, como o fortalecimento do sistema imunológico e a melhora da circulação.

Foto: Getty Images