Casamento contribui para a saúde e longevidade do casal, conclui estudo

Por Mariana Castro em 21/06/2017

Casar é, sem dúvidas, um dos principais objetivos de muitas pessoas. Todos querem envelhecer ao lado da pessoa amada e compartilhar uma vida repleta de sonhos e felicidades. E isso não é coisa de conto de fadas, não. Segundo novos estudos, o casamento pode ser benéfico não apenas para o bem-estar do casal, mas também para a saúde e a longevidade dos parceiros.

+ Interações no facebook podem ser tão prazerosas quanto um casamento, revela estudo

+ Casais que bebem juntos são mais felizes, aponta pesquisa

Realizada pela Universidade de Aston, no Reino Unido, a pesquisa revelou que pessoas que possuem pressão alta, diabetes tipo 2 ou alto nível de colesterol, que são os três maiores fatores de risco de problemas cardíacos, têm mais chances de viver com saúde quando são casadas. Para o estudo, um banco de dados de mais de um milhão de pessoas foi analisado no período de treze anos. Os pacientes tinham, em média, 60 anos e foram rastreados ao longo de cinco anos.

Os resultados revelaram que, dentre os participantes com alto nível de colesterol, os que eram casados tinham 16% mais chances de sobreviver, em comparação aos solteiros. Além disso, pessoas com diabetes tinham um aumento de 14% da sobrevida, e as com pressão alta, de 10%. Isso foi atribuído a um melhor estilo de vida e melhor adesão ao tratamento promovidos pelo apoio entre o casal.

+ Casais que dividem tarefas domésticas igualmente fazem mais sexo

Os pesquisadores ressaltam, entretanto, que o benefício está mais relacionado ao fato de ter pessoas próximas que te ajudem a gerenciar sua saúde, do que ao casamento em si. “As descobertas não devem ser vistas como um motivo para se casar, mas como encorajamento para que as pessoas construam fortes redes de apoio com amigos e familiares”, explicou Paul Carter, principal autor do estudo, ao Daily Mail.

Foto: Getty Images