Câncer de pele: saiba como prevenir e fazer o autoexame

Por Mariana Castro em 14/12/2016

Muitas pessoas consideram o verão a melhor estação do ano. Dentre os motivos para isso está o fato do período ser marcado por férias escolares, datas comemorativas e muito sol. Mas, cuidado. Em meio a tantas distrações, é fácil esquecer de cuidar da saúde. Nessa época, os índices de radiação solar atingem níveis com potencial cancerígeno. Por isso, é preciso estar sempre alerta a pintas e manchas na pele porque elas podem ser sinal de perigo.

+ 5 dicas para cuidar da saúde e beleza da pele no verão

+ Gene dos ruivos pode aumentar o risco de câncer de pele, segundo estudo

Por ser um país tropical, o câncer de pele é o tipo mais frequente da doença no Brasil. A campanha Dezembro Laranja surgiu para incentivar sua prevenção através de medidas simples como evitar a exposição excessiva ao sol, usar sempre filtro solar e, principalmente, realizar autoexames dermatológicos. Essa prática permite que o paciente detecte precocemente qualquer lesão e possa tratar o problema com um dermatologista o mais breve possível.

Exclamation on a woman's shoulder indicating a skin warning

Quando diagnosticado em seus primeiros estágios, o câncer de pele tem altas taxas de cura. “O autoexame deve ser uma rotina, principalmente para quem tem a pele muito clara e com muitas pintas. Isso promove a conscientização e aguça o olhar sobre as lesões, aumentando a percepção de mudança ou de crescimento”, alerta a dermatologista Claudia Marçal.

+ Dicas para prevenir manchas na pele

Como realizar o autoexame?

  • O procedimento pode ser realizado uma vez por mês, em frente ao espelho e, de preferência, com luz natural
  • Deve-se verificar o surgimento de alguma mancha, relevo ou ferida que não cicatrize
  • Para saber se uma lesão é preocupante, é usada a regra do ABCD (área, borda, cor e diâmetro). “Dividimos a lesão em quatro partes iguais e comparamos a simetria entre os quadrantes. Também avaliamos as bordas para identificar se o formato circular da pinta é regular, se a coloração é uniforme e se apresenta diâmetro acima de 6 mm”, explica Claudia
  • Examine o corpo inteiro, começando pelo rosto – principalmente nariz, boca e orelhas. Nas mãos, preste atenção entre os dedos. Com a ajuda de um espelho, observe os cotovelos, antebraços e axilas. Além do pescoço, peito e tórax, mulheres também devem levantar os seios para observar sinais onde fica o sutiã
  • Se precisar, peça a ajuda de alguém para examinar atrás das orelhas, nuca, costas e nádegas. Para facilitar o exame do couro cabeludo, separe os fios com um pente ou secador de cabelo
  • Sentado, observe a parte interna das coxas e dos pés, bem como a área genital
  • Lesões que apresentem coceira, dor, sangramento, sensibilidade ou que cresçam rapidamente devem ser examinadas por um dermatologista

Foto: Getty Images