Saúde e Bem-Estar

Brasileiros dormem menos, diz pesquisa

Brasileiros dormem menos, diz pesquisa

Quantas vezes você disse que estava cansado e que adoraria tirar um cochilo hoje? Muitas? Pois bem, a sensação de cansaço tem uma explicação científica. Brasileiros, japoneses e cingapurianos figuram entre as nacionalidades que têm as noites de sono mais curtas do mundo, segundo novo estudo publicado na revista Science Advances.

+ Mulheres precisam de mais horas de sono do que os homens, diz pesquisa

+ Vídeo mostra o que acontece com o nosso corpo quando não dormimos direito 

A equipe da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, coletou dados sobre o sono de 8 mil pessoas em 128 países. Para obter as informações, eles utilizaram um aplicativo chamado Entrain. A ideia era analisar a quantidade de sono que as pessoas tinham por dia ao anotarem no app o horário em que se deitavam e levantavam.

A pesquisa mostrou que pessoas no Japão, Cingapura e Brasil estão entre as que menos dormem em todo o mundo, porque elas acordam no mesmo horário que as pessoas no restante do planeta, mas vão para a cama mais tarde. Enquanto isso, os holandeses desfrutam de longas horas de sono e são considerados as pessoas que mais dormem no mundo.

Os pesquisadores descobriram que fatores sociais e obrigações profissionais são as razões para que os brasileiros não durmam cedo. Além disso, a pesquisa concluiu que o horário de acordar é influenciado pelo relógio biológico. Dessa maneira, o horário em que você vai para cama é que dita se você vai dormir muito ou pouco, uma vez que o seu corpo tenderá a acordar sempre no mesmo horário.

A partir dessas informações, os cidadãos de Cingapura têm a noite de sono mais curta do mundo, com 7h24. Os japoneses ficaram em segundo, com 7h30, e os brasileiros em terceiro lugar, com 7h36. Os dados mostram ainda que os japoneses vão para a cama às 23h30, enquanto os brasileiros se deitam por volta das 23h40.

Já os holandeses, campeões em horas de sono, costumam passar 8h16 dormindo. Eles são seguidos pela Bélgica e Nova Zelândia, que dormem 8h por dia.

Foto: Thinkstock

Mais em Saúde e Bem-Estar

Father and son together

Ter filhos aumenta a expectativa de vida, diz estudo

Mariana Castro25/03/2017
Child's Hands Under Water Tap

Artistas ficam sem água por um dia para campanha de conscientização

Patricia Machado24/03/2017
Ball of pizza dough on a rustic wooden background

Baixo consumo de glúten pode levar à diabetes, aponta estudo

Mariana Castro24/03/2017
Captura de Tela 2017-03-21 às 15.55.05

Spa oferece serviço para bebês e faz sucesso na Austrália

Mariana Castro23/03/2017
Beautiful Norwegian landscape in the mountains

ONU divulga ranking com os países mais felizes do mundo

Mariana Castro22/03/2017
Drinking beer at bar

Pesquisa mostra que homens precisam consumir bebidas alcoólicas para socializar

Mariana Castro21/03/2017
Everything will be ok, I promise

Produtos infantis causam um acidente em bebês a cada 8 minutos

Mariana Castro21/03/2017
Happy Coffee Cup

Cafeína estimula enzima que pode prevenir demência, diz pesquisa

Mariana Castro20/03/2017
fat boy overweight. Tight shirt.

Cinco mitos sobre a obesidade infantil

Redação Apontador17/03/2017
Picture of pregnant woman holding heart sign to one side

Como funciona o processo de congelamento de óvulos?

Redação Apontador17/03/2017
Head full of thoughts when she is around

Praticar exercícios intensos pode afetar a libido dos homens, diz pesquisa

Mariana Castro16/03/2017
4 friends with drinks, sharing a pizza

Comer fora de casa aumenta as chances de sair da dieta, aponta estudo

Mariana Castro16/03/2017
Woman using mobile phone

Redes sociais aumentam a sensação de solidão, afirma pesquisa

Mariana Castro15/03/2017
I hate a vegetables! I'm not eating this!

Carência de ferro no organismo pode afetar o desenvolvimento físico e intelectual

Redação Apontador14/03/2017
Zika virus aedes aegypti Dengue chikungunya Mayaro fever human skin

Como se proteger da febre amarela?

Mariana Castro13/03/2017