Saúde e Bem-Estar

Alterações no ciclo menstrual podem indicar Síndrome dos Ovários Policísticos

Alterações no ciclo menstrual podem indicar Síndrome dos Ovários Policísticos

De acordo com o Ministério da Saúde, entre 20% e 30% das mulheres brasileiras desenvolvem a síndrome dos ovários policísticos. A doença é um distúrbio endócrino caracterizado por alterações hormonais e funcionais dos ovários que apresentam múltiplos e pequenos cistos.

+ Seis fatos sobre incontinência urinária

+ Abandonar a calcinha pode ser a chave para uma boa saúde íntima

Os primeiros sintomas costumam aparecer ainda na adolescência, cerca de dois anos após a primeira menstruação. Além disso, apesar da doença poder ocorrer durante toda a vida, a síndrome costuma acometer, em sua maioria, mulheres que estão em idade reprodutiva.

“As portadoras da síndrome costumam apresentar irregularidade menstrual, interrupção da ovulação, infertilidade, maior produção de hormônios androgênicos, que controla as características masculinas, aparecimento de pelos e acne, aumento de gordura abdominal e maior risco de desenvolver obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e alguns cânceres”, explica Sônia Tamanaha, ginecologista e professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

O diagnóstico da síndrome é realizado através de clínicos, laboratoriais e ultrassom. O objetivo de tais procedimentos é comprovar a existência de múltiplos cistos no ovário.

Quando o diagnóstico é positivo, a mulher deverá começar o quanto antes um tratamento, que precisa ser direcionado às necessidades particulares de cada paciente, dependendo do desejo ou não de engravidar e na prevenção de futuras complicações em virtude da frequente associação com outras doenças.

“A orientação nutricional e estímulo à atividade física são as primeiras recomendações, especialmente para aquelas com excesso de peso. Além disso, podem ser necessárias orientações cosméticas, incluindo depilação a laser, medicações para normalizar a função menstrual e controlar o aumento hormonal e tratamentos para reverter a infertilidade, que não é permanente”, afirma Sônia.

Foto: Thinkstock

Mais em Saúde e Bem-Estar

Bananas is good way for healthy carbs

O que comer antes e depois de uma atividade física?

Mariana Castro21/02/2017
Woman receiving cosmetic treatment

Como rejuvenescer a pele sem realizar procedimentos cirúrgicos?

Patricia Machado21/02/2017
Girls dancing at the festival

Dicas para cuidar dos olhos durante o carnaval

Redação Apontador20/02/2017
Happy woman at cafe using laptop

Marca de preservativos lança primeiro chatbot sobre saúde sexual no Brasil

Mariana Castro20/02/2017
Woman measuring her waist

Gene encontrado em verme pode ajudar a combater a obesidade, aponta estudo

Mariana Castro20/02/2017
Marijuana bud

Anvisa autoriza uso de medicamento à base de maconha para tratamento de Alzheimer

Patricia Machado17/02/2017
Doctor's and patient's hand

Câncer é a principal causa de morte por doença entre pessoas de 15 e 29 anos, diz estudo

Patricia Machado15/02/2017
idoso cartao de natal - imagem 3 - reproducao

Idoso com demência recebe cartões no dia dos namorados de pessoas desconhecidas

Mariana Castro14/02/2017
Noisy Nursery Lesson

Ruído nas escolas pode acarretar danos à audição de alunos e professores

Redação Apontador14/02/2017
Measuring fatty abdominal

Dormir menos de 7 horas por dia engorda, garante estudo

Patricia Machado13/02/2017
Alcohol cleaning gel

Anvisa suspende lote de gel antisséptico

Mariana Castro13/02/2017
girl in the forest uses the spray against mosquitoes

Oito produtos que podem perder o efeito ou fazer mal à saúde após o prazo de validade

Redação Apontador13/02/2017
Father and son future

Poupatempo ajuda no reconhecimento de parternidade

Mariana Castro13/02/2017
Audience with hands in the air at a music festival

Pesquisa descobre que música, sexo e drogas ativam as mesmas substâncias no cérebro

Mariana Castro10/02/2017
cadeira de rodas - divulgacao

Tecnologia permite que cadeiras de rodas sejam guiadas por expressões faciais

Patricia Machado10/02/2017