Seis símbolos da cultura carioca

Por Mariana H. Lucas em 06/07/2016

Toda a cidade tem a sua peculiaridade. E com um dos pontos turísticos mais conhecidos do Brasil não poderia ser diferente. O Rio de Janeiro é famoso por seus visuais deslumbrantes e um povo alegre e singular.

+ Lugares para conhecer na Barra da Tijuca durante as Olimpíadas

Para completar esse estilo único, algumas tradições constroem o perfil do carioca. Conheça os principais símbolos da cultura carioca:

Bala de Tamarindo

Pouco conhecida no resto do país, a bala de Tamarindo faz parte da infância dos cariocas. É encontrada nas principais padarias, casa de doces e até nos sinais, vendida por ambulantes. A embalagem ressalta a sua origem: “A bala dos cariocas”.

Biscoito O Globo

O biscoito de polvilho nasceu em São Paulo há mais de 60 anos, mas tornou-se praticamente um símbolo dos dias praianos dos cariocas. Nunca mudou a sua fórmula, manteve a mesma embalagem e possui apenas um ponto de venda. É uma das experiências obrigatórias no Rio de Janeiro. Onde encontrar? Em todas as praias da Cidade Maravilhosa escuta-se o famoso “Olha o Grobo”.

Feijoada com caipirinha

Mesmo sendo natural o consumo do feijão preto no dia-a-dia dos cariocas, os turistas fazem dos bares que servem feijoada aos finais de semana um ponto turístico com parada obrigatória na Cidade Maravilhosa. E para a refeição ficar completa, a caipirinha serve como digestivo. Claro que apenas para os consumidores maiores de 18 anos.

Mate e limonada da praia

A maneira mais comum de se refrescar nas tardes quentes do verão carioca é tomando um um mate ou limonada, vendidos sempre em um galão de alumínio.

Em 2009, a venda dessas bebidas foi proibida. Porém, em março de 2012, junto ao biscoito O Globo, os alimentos tiveram sua importância reconhecida e viraram Patrimônio Cultural e Imaterial da Cidade do Rio de Janeiro.

Podrão

É normal sentir fome após as “nights”. E quando não tem mais nenhuma lanchonete aberta na madrugada, o jeito é recorrer aos famosos “podrões” de ruas. Tratam-se de locais que vendem cachorros-quentes em barraquinhas nas calçadas da cidade. Além do pão e a salsicha, o faminto pode incrementar o lanche com diversos outros recheios: batata-palha, ervilha, milho, molho vinagrete, uva passa, ovo de codorna, entre outros.

Sorvete Itália

O sorvete começou como uma opção barata para os frequentadores das praias do Rio. Porém, a sua fama tornou-se cada vez maior entre os cariocas e o Sorvete Itália virou um símbolo da cultura local. Com opção de sorvete de massa ou picolé, ainda é pouco conhecido por quem nunca foi a cidade.