Harvard vai lançar um centro para a felicidade

Por Pedro Katchborian em 06/05/2016

Uma cerimônia lançou, no último dia 22 de abril, um centro para a felicidade organizado pela universidade de Harvard. O objetivo da ação é promover o que é definido como “o bem-estar” na saúde.

+ Os seus amigos são mais felizes do que você, diz pesquisa 

O local será gerido por psicólogos, biólogos, físicos e antropólogos da universidade. A ideia do centro é cultivar vidas não apenas saudáveis, mas com um propósito e otimismo. “As pessoas estão descobrindo que a saúde está relacionada a uma variedade de condições sociais — desemprego, recessão à grande revolução da comunicação”, disse Kasisomayajula Viswanath, professor de saúde na Harvard e co-diretor do centro de felicidade.

A principal questão do centro de felicidade é: o que uma pessoa pode fazer para cultivar pensamentos positivos sozinha e o quanto disso foge do controle dela? Nos anos recentes, psicólogos repetiram várias vezes que pessoas que têm sensos de propósito na vida tendem a viver mais, além de que o otimismo também ajuda na saúde física.

A ideia é estudar os sintomas antes deles aparecerem. “Há evidências de que a saúde cardiovascular começa a piorar quando as pessoas estão no final dos 20 e tantos”, diz Laura Kubzansky, co-diretora do centro.

“Às vezes, há problemas que não podemos solucionar. Mas podemos colocar tudo em um processo compensatório e trazer soluções alternativas que significam que as pessoas ainda estão em um bom lugar, mesmo quando os problemas são, você sabe, impossíveis de resolver”, completa Kubzansky.

Via The Atlantic