Nos EUA, ricos vivem 15 anos a mais do que os pobres

Por Pedro Katchborian em 03/05/2016

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revelou números chocantes sobre a desigualdade econômica. É de se imaginar que os ricos tenham uma expectativa de vida maior, mas essa diferença alcançou incríveis 15 anos para os homens e 10 anos para as mulheres. Os números se referem ao 1% mais rico e o 1% mais pobre dos Estados Unidos.

+ Quanto você ganharia se o homem mais rico do mundo dividisse a sua fortuna?

Todos os dados foram publicados no Journal of the American Medical Association. “Isso demonstra o nível de desigualdade que temos nos Estados Unidos”, diz Michael Stepner, um co-autor do estudo.

De acordo com Stepner, em lugares onde os mais ricos não ganham muito mais dinheiro do que o restante da população, as pessoas não se estressam tanto em relação a isso, o que não prejudica a saúde.

Já em sociedades mais desiguais, a coisa é diferente: além dos pobres não poderem custear assistência médica de qualidade, o estresse é muito maior daqueles que não têm dinheiro e nem a possibilidade buscar alívio em outras atividades, como por exemplo viagens.