Como proteger o seu pet das doenças típicas do inverno

Por Patricia Machado em 25/05/2015

Chega o inverno e as baixas temperaturas provocam gripes e resfriados. E não somos só nós que sofremos com a chegada da estação. Temperaturas baixas podem debilitar também os animais, facilitando o aumento de algumas doenças.

Nessa época do ano, a doença mais comum nos cães é a traqueobronquite, conhecida como Gripe Canina ou Tosse dos Canis. Os cachorros que têm a doença desenvolvem sintomas como espirros, falta de apetite e tosse. Caso não seja tratada, a doença pode se transformar em pneumonia. “Já os gatos podem desenvolver a rinotraqueite. Quando contraem a doença, os felinos apresentam secreção nasal e ocular, dificuldade para respirar, febre e desidratação”, alerta Mario Marcondes, diretor clínico do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo. Bronquite e asma também são comuns entre os gatos.

Além das doenças respiratórias, cães e gatos idosos podem ter problemas ortopédicos, o que afeta a sua qualidade de vida. A dor, nesses casos, é mais intensa durante as baixas temperaturas.

Assim como os humanos, os pets tendem a beber menos água durante o outono e inverno, já que, com o frio, eles ficam mais preguiçosos, dormem mais e sentem menos sede. Isso pode fazer com que os bichinhos fiquem desidratados e, o animal desidratado, também fica mais propenso a contrair outras doenças.

Para evitar que os seus pets fiquem doentes no inverno, o listamos algumas dicas para proteger seu bichinho de estimação nesta época do ano. Dê uma olhada:

  • Uma dica para evitar gripes é a vacinação contra gripe, que tem 95% de eficácia
  • Evite tosar o animal durante o inverno
  • Evite deixar o animal em contato direto com o chão. Separe cobertores ou colchões para o pet deitar
  • Dê banhos em horários mais quentes
  • Evite passear com o seu animal depois do banho. O choque térmico pode causar doenças
  • Não passeie com o seu animal em horários muito frios
  • Dê alimentos úmidos e frutas. Isso é uma forma de fazer o pet beber mais água
  • Aumente o número de potes com água para evitar a desidratação
  • Aumente a quantidade de comida. O gasto calórico para manter o corpo funcionando aumenta cerca de 30% nessa época

Caso o seu animal apresente algum sintoma ou comportamento diferente, é importante levá-lo ao veterinário.