Life Style

4 dicas para nunca mais se endividar

4 dicas para nunca mais se endividar

Além da crise que nos circunda, a falta de educação financeira é um dos maiores problemas da população brasileira. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), de 2015, apurada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), a quantidade de famílias brasileiras que não conseguem pagar suas contas atrasadas aumentou em 23,5%.

+ Dicas para sair do vermelho e quitar as dívidas

+ Nove dicas práticas para fazer seu salário render mais

Para encarar essa realidade da melhor forma, é preciso buscar consciência e sustentabilidade, afinal, o momento atual é de cautela. A boa notícia é que a crise também abre oportunidades para melhorias. O educador financeiro e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, Reinaldo Domingos, desenvolveu 4 dicas para nunca mais se endividar que, com certeza, vão auxiliar em uma mudança de comportamento em relação ao uso do dinheiro. Confira:

Diagnostique

anotar

Crédito: Pixabay

Tenha ciência total do orçamento e das dívidas. Só assim, você saberá quanto realmente deve e quais as possibilidades de quitar. A orientação é anotar, durante 30 dias, todas as despesas, separando-as em categorias, para saber o que poderá reduzir ou, de repente, até cortar.

Sonhe

sonhe

Crédito: Pixabay

São os sonhos que nos mantém otimistas e focados, para nos envolvermos cada vez menos em dívidas que não agregam nada em nossas vidas. Saiba exatamente quais são seus sonhos, quanto eles custam e quanto poderá poupar mensalmente para essa finalidade.

Calcule

calcule

Crédito: Pixabay

Em vez de fazer a equação: Ganhos (-) Gastos = Lucro/Prejuízo, tente fazer Ganhos (-) Sonhos (-) Gastos. Dessa maneira, os objetivos serão prioridade e o padrão de vida será restabelecido, evitando se endividar inconscientemente e se tornar inadimplente.

Poupe

business-money-pink-coins

Crédito: Pexels

Quando aprendemos que “guardar antes e gastar depois” é o que realmente funciona para manter a saúde financeira, veremos que podemos chegar muito mais longe. Invista o dinheiro poupado em aplicações que vão de acordo com o prazo do seu sonho: curto (até um ano), médio (de um a dez anos) ou longo (acima de dez anos). Para isso, basta pesquisar e se informar!

Domingos ainda complementa, explicando que o consumo consciente é a chave para a diminuição do endividamento e, consequentemente, da inadimplência. “As pessoas precisam parar e se fazer algumas perguntas antes de sair abrindo a carteira. Isso faz parte de ser educado financeiramente”.

Perguntas que você deve se fazer antes de qualquer compra

laptop-868818_960_720

Crédito: Pixabay

  • Eu realmente preciso desse produto?
  • O que ele vai trazer de benefício para a minha vida?
  • Se eu não comprar isso hoje, o que acontecerá?
  • Estou comprando por necessidade real, ou movido por outro sentimento, como carência ou baixa autoestima?
  • Estou comprando por mim ou influenciado por outra pessoa ou por propaganda sedutora?

Se, mesmo diante deste questionamento, a você concluir que realmente precisa comprar o produto, seria prudente fazer mais algumas perguntas, como:

  • De quanto eu disponho efetivamente para gastar?
  • Tenho o dinheiro para comprar à vista?
  • Precisarei comprar a prazo e pagar juros?
  • Tenho o valor referente a uma parcela, mas o terei daqui a três, seis ou doze meses?
  • Preciso do modelo mais sofisticado, ou um básico, mais em conta, atenderia perfeitamente à minha necessidade?

Para quem já está endividado, os seguintes passos são essenciais

  • Coloque na ponta do lápis todas as dívidas que possui
  • Faça um diagnóstico financeiro — ou seja, saiba exatamente quais são os ganhos e gastos mensais
  • Relacione, no mínimo, três sonhos: um de curto (até um ano), um de médio (de um a dez anos) e outro de longo prazo (acima de dez anos), sendo que um deles deve ser o de sair das dívidas
  • Com os números em mãos, saiba quanto poderá poupar por mês para realizar o sonho de sair das dívidas — sem que tenha que fazer outra dívida, claro
  • Aplique esse dinheiro em um investimento que seja coerente ao tipo de objetivo (prazo) e ao perfil do investidor. É importante consultar um especialista
  • Tenha em mente que só se deve pagar uma dívida quando se tem condições de fazer isso, ou seja, após se planejar. Um passo precipitado pode até piorar a situação. Portanto, só se deve procurar um credor, quando já souber quanto terá disponível mensalmente para pagar e, então, poder negociar.

Mais em Life Style

father and son on sunset beach

Sete dicas de presentes para o Dia dos Pais

Carolina Romanini09/08/2016
rio de janeiro - thinkstock

Gírias cariocas para entender o “carioquês”

Patricia Machado06/07/2016
coisas típicas de carioca

Seis símbolos da cultura carioca

Mariana Lucas06/07/2016
Mulheres jovens sao menos propensas a negociar ofertas de trabalho

Pesquisa: Mulheres mais jovens são menos propensas a negociar ofertas de trabalho

Camila Natalo01/07/2016
Mulheres com decote tem 19 vezes mais chances de sucesso em entrevistas de emprego

Mulheres com decote têm 19 vezes mais chances de sucesso em entrevistas de emprego

Camila Natalo29/06/2016
cinquentona com corpo escultura - capa - reproducao

Cinquentona impressiona com corpo escultural

Patricia Machado27/06/2016
garoto triste e isolado - thinkstock

Ausência do pai é prejudicial na criação de meninos e pode levar ao suicídio, diz especialista

Mariana Castro24/06/2016
aperto de mao

Fraco aperto de mão dos jovens pode resultar em desemprego, diz pesquisa

Patricia Machado23/06/2016
Fisiculturista mais velha do mundo completa 80 anos e revela segredos para se manter em forma

Fisiculturista mais velha do mundo completa 80 anos e revela segredos para se manter em forma

Camila Natalo20/06/2016
Latam Divulga

LinkedIn divulga lista das empresas mais procuradas para trabalhar no Brasil

Redação Apontador20/06/2016
pessoas rabugentas ao andar de aviao - Thinkstock

Pesquisa explica por que as pessoas ficam rabugentas ao viajarem de avião

Patricia Machado17/06/2016
Como aproveitar as comidas tipicas da epoca sem brigar com a balanca

Como aproveitar as comidas típicas da época sem brigar com a balança

Camila Natalo17/06/2016
felicidade humor

Pesquisa descobre que não é possível comprar a felicidade

Patricia Machado10/06/2016
Coque no cabelo pode ser a razao da solteirice de certos homens

Coque no cabelo pode ser a razão da solteirice de muitos homens

Camila Natalo08/06/2016
Suecia

Suécia é eleito o país que mais contribui para a humanidade

Patricia Machado06/06/2016