Sucesso é fruto da personalidade e não da inteligência, aponta pesquisa

Por Mariana Castro em 13/01/2017

Durante os anos passados no colégio, muitas pessoas escutaram que os mais inteligentes serão aqueles capazes de obter sucesso profissional. Por causa disso, quem que não demostrava tantas habilidades na escola pôde pensar que não teria potencial para ocupar cargos de liderança e enfrentar grandes oportunidades.

+ Sete pensamentos capazes de ameaçar o seu sucesso profissional

+ Pesquisa descobre que pessoas com QI alto vivem mais

Para combater esse pensamento, uma pesquisa mostrou que ter um alto QI não influencia na possibilidade de atingir o sucesso. Um time de cientistas, formado pelo ganhador do prêmio Nobel, John Heckman, e seus colegas, uniu dados de milhares de pessoas do Reino Unido, Estados Unidos e Países Baixos para chegar a essas conclusões. Eles analisaram a influência dos números de QI, notas, avaliações de personalidade e outros testes nos ganhos futuros dos participantes.

Os resultados mostraram que apenas entre 1% ou 2% do sucesso de uma pessoa depende do seu grau de inteligência. As notas tinham uma influência um pouco maior, mas não porque um 10 em química diz algo sobre sua capacidade cerebral. A nota apenas revela outras qualidades da pessoa como consciência e responsabilidade, uma vez que uma nota alta mostra que a pessoa se dedicou aos estudos e demonstrou curiosidade no assunto.

+ Estudo sugere que preguiça é sinal de inteligência

Além disso, a pesquisa mostrou que testes de desempenho mostram habilidades não-cognitivas, como perseverança, bons hábitos de estudo e capacidade de colaboração, que são importantes para aqueles que almejam o sucesso. A novidade é estimulante pois, independentemente da sua capacidade de decorar fórmulas e fazer cálculos, sua personalidade sempre poderá ser moldada para melhor.

Foto: Getty Images