Seis atitudes para reduzir os gastos em casa

Por Mariana Castro em 21/02/2017

Se as contas não estão fechando, é importante ficar atento aos pequenos gastos, despesas fixas e compras feitas de forma desordenada. Em média, 25% dos gastos mensais são supérfluos ou desnecessários. Na maioria dos casos, as pessoas acham que não têm como reduzir seus gastos, mas, ao fazerem uma detalhada análise, observam que, na verdade, é possível cortar algumas despesas.

+ Cuidados na hora de comprar produtos em liquidação

+ Cinco coisas que mulheres de sucesso têm em comum

Para que isso ocorra de forma mais assertiva, é importante fazer uma reunião familiar. Durante esse encontro, é recomendável falar sobre os sonhos da família e analisar o que pode ser feito para diminuir ou eliminar algumas despesas. Isso será essencial para conquistar os sonhos almejados.

Pensando nisso, Reinaldo Domingos, doutor em educação financeira e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), reuniu algumas dicas para reduzir os gastos em casa. Confira:

Economize energia elétrica

Os gastos com energia elétrica são os que mais apresentam excessos. Para economizar, pense em quanto tempo se gasta no banho e em quantas vezes as pessoas deixam as luzes acesas e a geladeira aberta, sem contar o tempo em que os moradores da casa ficam usando a televisão e o computador.

Cuidado ao usar o telefone

O uso de telefone também deve ser repensado, fazendo uma análise entre os valores da linha fixa e do celular. Quando possível, dê preferência ao uso do telefone fixo, já que é menos custoso. É indicado comparar as tarifas entre as operadoras de tempos em tempos, visando o melhor negócio.

Procure reciclar e reutilizar produtos

A reciclagem de produtos também deve ser priorizada. O desperdício nos lares brasileiros é alto. Muitos ignoram que é possível reciclar alimentos, roupas, móveis e até mesmo materiais escolares, sem perder a qualidade adquirida.

Faça uma lista antes de ir ao supermercado

Antes de ir ao supermercado, faça uma lista de compras e procure deixar as crianças em casa. Também tenha cuidado com as promoções. Muitas vezes, as pessoas compram algo indicado como “pague dois e leve três”, mas não utilizam toda a quantidade.

Compare os preços 

Quando você for fazer compras, compare os preços. Seja em lojas, supermercados e até restaurantes, é fundamental que se faça essa comparação porque as variações de preço ajudam na hora de economizar. Evite produtos de “grife” e dê preferência à qualidade dos mesmos.

Diminua os gastos com o veículo

Procure diminuir os gastos com o seu veículo. Nem sempre é preciso fazer tudo de carro, afinal caminhar é saudável e pode ser econômico. Além disso, é importante manter o carro com a revisão em dia para que imprevistos não comprometam as finanças.

Precisa contratar uma assessoria financeira para colocar as contas em dia? Clique aqui e faça a sua busca no Apontador.

Foto: Getty Images