FGTS inativo: quem tem direito e como aplicar esse dinheiro

Por Redação Apontador em 14/02/2017

A partir de março, os trabalhadores brasileiros poderão sacar o seu saldo de FGTS inativo. Terão direito ao benefício todos os trabalhadores que tiverem uma conta inativa encerrada até 31/12/2015. Uma conta inativa é aquela que não recebe mais depósitos, o que ocorre sempre que o trabalhador é desligado da empresa.

+ Novo programa pretende acelerar abertura de pequenas empresas no Brasil

+ Oito dicas para identificar uma criança consumista

A ideia do governo com a medida é que esse dinheiro seja usado para quitar divididas e aliviar a situação econômica de quem passa por dificuldades financeiras. Essa também é uma oportunidade para quem não precisa utilizar o dinheiro no curto prazo aplicá-lo em investimentos que garantem retornos acima da inflação.

Walter Poladian, planejador financeiro da consultoria de investimentos Empiricus Research, dá algumas dicas para aplicar bem esse dinheiro.

Poladian explica que é importante buscar alternativas que paguem mais do que a poupança e, ao mesmo tempo, sejam seguras. “Não é para fazer nenhuma loucura. Mas o saque do saldo das contas inativas do FGTS é uma ótima oportunidade para que o trabalhador coloque seu dinheiro em aplicações que realmente tragam retorno. Deixá-lo na poupança, por exemplo, vai fazer com que o investidor deixe dinheiro na mesa ao longo do tempo”.

O especialista sugere o tesouro direto como uma boa alternativa para quem quer uma opção segura. “As vantagens dessa aplicação é que você pode investir pequenas quantias, a partir de R$ 30,00, e ter taxas de retorno bem mais atrativas que as da poupança. Além disso, os títulos do tesouro direto podem ser vendidos diariamente, pois possuem garantia de recompra pelo tesouro nacional, com liquidez no dia útil seguinte”, acrescenta.

Procurando um banco ou consultoria de investimentos para ajuda-lo com as suas contas? Clique aqui e busque o endereço mais próximo de você no Apontador.

Foto: iStock