Desemprego bate recorde e atinge 12,3 milhões de pessoas

Por Patricia Machado em 31/01/2017

Apesar das tradicionais contratações de fim ano, o desemprego continua crescendo no Brasil. De acordo com os novos dados revelados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil registrou um índice recorde de desemprego em 2016.

+ Dicas para se sair bem em uma entrevista de emprego

+ 7 bons sites para montar o seu portfólio ou currículo

No trimestre de outubro a dezembro do ano passado, o país tinha 12,3 milhões de pessoas desocupadas. Isso corresponde a um aumento de 12% no quarto trimestre de 2016. Além disso, esse é o maior índice da série histórica do indicador, iniciada em 2012, e revelou um aumento de 36% na comparação com o último trimestre de 2015.

Apesar do aumento do desemprego, o estudo constatou que o rendimento médio dos trabalhadores se manteve estável em relação ao trimestre anterior e ao quarto semestre de 2015, ficando em R$ 2.043.

A pesquisa também mostrou que o número de pessoas ocupadas aumentou em relação ao trimestre anterior. O crescimento foi de 0,5%, fazendo com que a população empregada somasse 90,3 milhões de pessoas.

Foto: Thinkstock