Como se dar bem na Black Friday?

Por Patricia Machado em 16/11/2017

O dia 24 de novembro se aproxima e, com isso, aumenta a ansiedade dos consumidores que estão ávidos para aproveitar as promoções que acontecerão na Black Friday, evento que ficou famoso por ofertar inúmeros produtos com descontos e preços acessíveis.

+ Cinco dicas para evitar dívidas na Black Friday

+ Como escapar da maquiagem de preços na Black Friday?

A expectativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) é de que as vendas deste ano cresçam 15% em relação ao mesmo período de 2016. Além disso, segundo uma pesquisa encomendada pelo Google, os eletrônicos estão entre os itens mais buscados pelos consumidores que pretendem aproveitar a data para fazer compras. Outros itens de interesse são roupas femininas e passagens aéreas.

“Para que seja realmente interessante para o consumidor, ele deve pesquisar muito e com antecedência o preço do produto praticado no mercado. Essa pesquisa deve ser feita em várias lojas para que o consumidor tenha realmente um panorama do mercado”, explica Sonia Amaro, advogada e representante da Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Outra dica importante é utilizar a data para comprar um produto que você queira há muito tempo. “O consumidor deve evitar as compras por impulso porque isso pode significar a compra de itens supérfluos e até mesmo o endividamento do consumidor”, afirma a advogada.

Também é preciso ter muito cuidado ao realizar o pagamento da compra feita durante a Black Friday. Ao optar por utilizar o cartão de crédito, lembre-se de se planejar para ter o dinheiro na data de vencimento da fatura. “É preciso ter muito cuidado ao utilizar o cartão de crédito porque, embora seja uma forma muito prática de pagamento, caso o consumidor não tenha o valor total da fatura para pagar no dia do vencimento, certamente isso vai significar seu endividamento”, alerta Sonia.

+ Cuidados na hora de comprar produtos em liquidação

De acordo com a advogada, para evitar contratempos e garantir um bom negócio durante a Black Friday, o consumidor deve ficar atento a alguns detalhes ao comprar produtos online. Ele deve procurar as reclamações dos consumidores contra a loja, analisando o motivos das mesmas e se elas foram ou não atendidas. Também é recomendável checar o prazo de entrega do produto e guardar todo o material publicitário relativo à promoção.

“Para evitar fraudes, lembre-se de verificar se há o mínimo de segurança naquela compra virtual. Outra dica é, antes de realizar a compra, perguntar para amigos e pessoas de confiança se já contrataram aquela empresa e se tiveram problemas”, afirma Sonia. “Lembre-se de verificar no site se há razão social completa da empresa, endereço físico e telefone de contato porque a legislação exige que esses dados constem do site”, completa.

Por fim, o consumidor deve ficar atento a segurança dos seus dados na hora de comprar online. Para isso, não utilize equipamentos eletrônicos de locais públicos, mantenha o antivírus atualizado e sempre leia os termos de privacidade.

Foto: Getty Images