Finanças

6 erros que cometemos na hora de fazer um planejamento financeiro

6 erros que cometemos na hora de fazer um planejamento financeiro

O início do ano é o momento perfeito para nos organizarmos financeiramente. Além do sentimento de renovação e disposição para mudanças que vêm com a virada, o bolso está mais folgado com o recebimento do 13º salário. Portanto, se você precisa organizar melhor seu dinheiro e se planejar financeiramente para pagar as contas e economizar, o primeiro passo é elaborar um plano de ação.

+ 4 canais do YouTube para te ajudar a controlar as finanças

+ Especialista dá dicas para quem quer empreender mas não tem dinheiro

Controlar os gastos parece simples, mas alguns deslizes podem te deixar insatisfeito na hora de poupar. Em texto para a Você S/A, Thiago Alvarez, que é sócio fundador do aplicativo de controle financeiro Guia Bolso, reuniu erros graves na hora de se planejar financeiramente. Confira:

Achar que ganha mais do que ganha

Para se planejar financeiramente, é necessário olhar, em primeiro lugar, para sua renda. É importante lembrar, portanto, de considerar seu salário líquido, que é o que, de fato, entra em sua conta bancária. Muitas pessoas acabam contando com o salário bruto, e esse é um dos motivos para acreditarem ganhar mais do que ganham. Segundo uma pesquisa do Guia Bolso, as pessoas superestimam a própria renda, em média, em 8,6%.

Pensar que gasta menos

Sem observar com o que você gasta seu dinheiro, acaba por gastá-lo muito mais. É importante analisar suas despesas detalhadamente nos anos anteriores, para ver onde você pode economizar e se planejar de forma realista. Sem nem notar, você pode acabar gastando muito mais do que imagina com saídas noturnas ou restaurantes, por exemplo.

Não se questionar

É muito importante que você esteja sempre analisando suas despesas, para poder cortar o que já não é mais necessário. Fique atento a planos de celular e se pergunte se são realmente necessários muitos minutos para falar quando você só se comunica por Whatsapp. Ou seu plano de televisão, por exemplo, com diversos canais que talvez você nem assista. A recomendação é que você gaste pouco menos de metade do orçamento com transporte, moradia, saúde, educação e mercado e 15% para pagar dívidas ou investimentos. O restante pode ser gasto com lazer, como bares, restaurantes, compras e viagens. É assim que está dividido seu orçamento atualmente? Reflita.

+ Nova plataforma ajuda a economizar até 30% na compra de medicamentos

Não ter uma reserva

É preciso estar preparado para imprevistos, pois assim você não precisará recorrer a um empréstimo em caso de emergências. Ele acabaria desequilibrando o orçamento e, por isso, recomenda-se criar uma poupança com um montante equivalente a até seis salários para eventualidades.

Não investir

É preciso analisar o melhor tipo de investimento para você, mas deixar seu dinheiro parado não é uma boa opção. Além da reserva de emergência, você pode programar uma aplicação mensal em seu banco, que investirá o valor automaticamente. Assim, você não terá problemas com esquecimento ou falta de dinheiro no fim do mês. O levantamento do Guia Bolso mostrou que apenas 9,4% das pessoas consegue poupar e investir ao fim do mês. Mas, caso não tenha dívidas a pagar, o ideal é que ao menos 15% do salário seja destinado a investimentos. Fundos DI e CDBs de bancos médios são uma boa opção, uma vez que são de baixo risco e dão um bom retorno.

Manter dívidas caras

Entrar em dívidas caras para conseguir fechar as contas é um erro muito comum. O cheque especial e rotativo do cartão de crédito é uma delas, uma vez que os juros rotativos do cartão, por exemplo, ultrapassam 400% ao ano. Se você está com essas dívidas, pode trocá-las por outras mais baratas. O empréstimo pessoal, por exemplo, tem juros de 50% ao ano e pode ser usado para quitar a dívida com cartão de crédito. Sempre vale tentar negociar com a instituição financeira novas condições de pagamento, pois muitas vezes elas acabam por reduzir os juros.

Foto: Getty Images

Mais em Finanças

Birthday party accessories

Quatro dicas para economizar no carnaval

Mariana Castro22/02/2017
Young Couple Calculating Budget

Seis atitudes para reduzir os gastos em casa

Mariana Castro21/02/2017
Retro look Closed sign

Comércio varejista bate recorde de fechamento em 2016

Mariana Castro15/02/2017
Close-up Of A Hand Putting A Coin Into Piggy Bank

FGTS inativo: quem tem direito e como aplicar esse dinheiro

Redação Apontador14/02/2017
Girl with colorful bags and credit card

Oito dicas para identificar uma criança consumista

Patricia Machado13/02/2017
Lottery balls

Ganhar na loteria traz felicidade?

Patricia Machado10/02/2017
Business people waiting for job interview.

Projeto móvel ajudará quem precisa se recolocar no mercado de trabalho

Patricia Machado09/02/2017
People shaking hands

Feira do Empreendedor acontece entre 18 e 21 de fevereiro em São Paulo

Patricia Machado08/02/2017
woman

Cinco coisas que mulheres de sucesso têm em comum

Mariana Castro07/02/2017
Weekend shopping

Jovens da geração Z influenciam as compras da família, aponta pesquisa

Patricia Machado06/02/2017
dúvidas sobre o imposto de renda

Receita Federal exige CPF de dependentes com mais de 12 anos no Imposto de Renda

Patricia Machado03/02/2017
casal dividas contas finanças

Número de famílias endividadas cai em janeiro, revela levantamento

Patricia Machado03/02/2017
Woman dreaming of financial success

Programa Nota Fiscal Paulista abre consulta a sorteio de R$ 1 milhão

Mariana Castro01/02/2017
dívidas desemprego

Desemprego bate recorde e atinge 12,3 milhões de pessoas

Patricia Machado31/01/2017
Brazilian paper money on top of a financial analysis chart

Salário do brasileiro deve ter alta de 0,4% em 2017

Patricia Machado31/01/2017