Bati o carro, e agora? Saiba o que fazer em caso de acidente

Por Patricia Machado em 27/06/2016

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, mais de 1,25 milhão de pessoas morrem por ano vítimas de acidentes de trânsito. Em um ranking divulgado no ano passado pela instituição, o trânsito brasileiro é o 33º mais perigoso do mundo e o 5º da América Latina.

+ Qual o momento certo para trocar os pneus do carro?

+ O que avaliar na hora de contratar um seguro de carro?

Quando um acidente se torna inevitável, é importante manter a calma e saber como agir. O Departamento de Trânsito do Paraná divulgou uma lista com os procedimentos que devem ser adotados, seja pelo causador do acidente ou pela vítima. Dê uma olhada:

Verifique se há feridos

Prestar socorro é obrigação do motorista e está previsto no Código Brasileiro de Trânsito. Por isso, quem optar por não ajudar as vítimas do acidente estará cometendo um crime e receberá multa com a penalidade gravíssima.

Caso haja um ferido, independentemente da gravidade, ligue para Samu (192) ou para os Bombeiros (193) e detalhe ao máximo o estado de saúde dos envolvidos. Além disso, não toque nas vítimas. A única coisa que você pode fazer é conversar com elas para mantê-las conscientes.

Sinalize o acidente

O motorista deve sinalizar o local do acidente para alertar os demais motoristas. Nesses casos, utilize o triângulo de sinalização que é de porte obrigatório. O triângulo deve ser colocado a 20 metros do local do acidente em vias com velocidade máxima de até 40km/h e 30 metros em vias de 60km/h.

Faça um boletim de ocorrência

O Boletim de Ocorrência só é obrigatório em caso de óbito. No entanto, caso haja alguma discordância entre as partes envolvidas no acidente, o ideal é chamar a polícia e fazer um Boletim de Ocorrência mesmo assim. Isso será necessário caso o incidente seja resolvido através de uma ação judicial.

Identifique um culpado pelo acidente

O ideal é que os envolvidos no acidente sejam capazes de liberar a rua o quanto antes. Por isso, é importante entrar em um acordo sobre quem será o responsável pelo incidente. Caso o carro tenha um seguro, entre em contato com a seguradora e passe todos os detalhes do ocorrido. Eles saberão indicar os passos necessários para abrir um sinistro na empresa.

Planeje o conserto dos veículos

A última preocupação que o motorista deve ter após acidente é fazer o reparo dos veículos. A dica para quem tem seguro é levar o automóvel em uma oficina credenciada pela seguradora. No entanto, o motorista também pode levar o carro em uma oficina não credenciada. O único problema é que o processo de conserto se torna mais lento e burocrático.

Foto: Thinkstock