Suco natural ou fruta: qual é a melhor opção?

Por Mariana Castro em 03/03/2018

Nada melhor do que apreciar uma refeição ou um lanche da tarde com um suquinho feito na hora, gelado e diretamente da fruta. Se você também fica com água na boca só de pensar, saiba que é preciso consumi-los com consciência, uma vez que o suco natural nem sempre é a opção saudável que todos imaginam.

Calma, não se preocupe: é verdade que os sucos naturais fornecem vitaminas e minerais importantes para o organismo. “Quando comparados aos refrigerantes, por exemplo, os sucos naturais são sempre uma melhor opção”, revela a nutricionista Julia Pellegrino. “Os refrigerantes não são recomendados, pois contêm uma quantidade elevada de aditivos químicos que prejudicam o bom funcionamento do organismo”, explica ela.

O que muitos se perguntam, no entanto, é se o consumo da fruta em sua forma natural equivale a um suco feito dela. Segundo a especialista, tanto o consumo de frutas quanto o de sucos fornece vitaminas, minerais e fibras importantes para o bom funcionamento do organismo. Uma das vantagens da fruta é que o ato de mastigar traz saciedade, e muitas pessoas não se sentem satisfeitas apenas tomando um suco.

+ Quando e como devemos consumir frutas?

+ Beber suco pode não ser tão ruim quanto você imagina

Mas, ao consumir um suco natural, é preciso ficar atento à quantidade de fruta utilizada para fazer um copo. Normalmente, ele é preparado com frutas demais, o que aumenta a quantidade de carboidrato ingerido. Quanto mais frutas utilizadas, maior a frutose contida em um copo. Essa, que é o açúcar da fruta, é metabolizada de forma rápida pelo organismo. Desta forma, ela libera glicose rapidamente na corrente sanguínea, podendo contribuir para o armazenamento de gordura, principalmente na região abdominal. “O ideal é utilizar uma porção da fruta e diluir o suco com água”, aconselha Julia. Mas, as frutas também contém fibras e vitaminas antioxidantes que retardam este processo. Por isso, um cuidado especial é não coar a bebida, a fim de manter sua quantidade de fibras.

Outro mito importante de se esclarecer é que, apesar dos sucos e frutas conterem água, é importante consumi-la em sua forma natural. “A água é vital para o controle da temperatura corporal, digestão, circulação sanguínea e a formação de urina”, conta a nutricionista. “O corpo perde água ao respirarmos e através das fezes, suor e urina. Por isso, não devemos substituí-la por sucos naturais”, completa.

E os sucos de caixa?

A maioria dos sucos de caixinha encontrados no mercado contêm uma grande quantidade de açúcar ou adoçantes nas versões light e diet, além de aditivos químicos, como corantes, aromatizantes e acidulantes. Esses componentes estressam nosso organismo e atrapalham o seu funcionamento. Por isso, é importante sempre analisar o rótulo e verificar os ingredientes utilizados no produto. “O primeiro ingrediente da lista é sempre o que está em maior quantidade e, geralmente, é o açúcar”, observa Julia.

Os sucos naturais de caixinha são aqueles que, nos ingredientes, contêm apenas a fruta. Eles são opções interessantes, mas é preciso tomar cuidado com a quantidade de carboidrato presente e lembrar que eles não contêm fibras. “Uma boa estratégia é colocar um pouco do suco no copo e diluir em água, podendo também adicionar fibras, como as farinhas de linhaça, banana verde e chia”, finaliza a especialista.

Foto: Getty Images