13 de setembro é Dia da Cachaça! Pátio SP tem menu especial para os apreciadores

Por Thais Lopes em 12/09/2019

Aquela data que o brasileiro comemora com gosto: 13 de setembro, Dia da Cachaça. Variedade não falta para diferentes paladares. O levantamento “A Cachaça no Brasil – Dados de Registro de Cachaças e Aguardentes”, feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e divulgado em maio deste ano indica que existem 3,6 mil cachaças e 1,8 mil aguardentes de cana registradas pelo governo. Acredita-se que o número seja ainda maior se considerados os produtores informais.

+ Coffee Week Brasil oferece combos a partir de R$9,90 para degustar bebida nacional

+ Programação de setembro no Teatro Liberdade com desconto #TÁNOAPONTADOR

Dia da Cachaça no Pátio SP Bar

Os bares são boas vitrines para a bebida, aliás, a cachaça é item essencial no cardápio desses estabelecimentos. No Pátio SP – bar de música brasileira, localizado na boêmia Vila Madalena – a bebida é servida em caipirinhas ou pura.

patio sp bar

Caipirinha tradicional (por Cris Cartacho)

Batizadas com nomes criativos, as caipirinhas de cachaça são deliciosas:

  • MORENA – cachaça leblon, limão taiti, suco de limão siciliano e rapadura (R$ 23);
  • CARA DE PAU – cachaça envelhecida em jequitibá, caju, cravo e mel (R$ 23);
  • TREM DAS ONZE – cachaça envelhecida em bálsamo, tangerina, polpa de cajá e manjericão (R$ 23);
  • TRÊS IRMÃOS – para os mais tradicionais, cachaça envelhecida em carvalho, limão taiti, limão siciliano e limão cravo (R$ 22).

Também é possível montar a caipirinha, escolhendo entre cachaça da casa (R$ 23) ou cachaça especial Nega Fulô (R$ 25) e as frutas: lima, limão, abacaxi, morango, maracujá, tangerina, caju, kiwi, frutas vermelhas e lichia.

patio sp bar

Caipirinha morena (por Cris Cartacho)

Quem prefere a “pura”, o bar tem as cachaças Sagatiba, Ypióca empalhada ouro (CE), Germana (MG), Espírito de Minas (MG), Nega Fulô Jequitibá (RJ), Yaguara ouro (RS), Yaguara orgânica (RS), Leblon, 1000 Montes.

O Pátio SP Bar

A esquina das ruas Mourato Coelho com a Wisard já virou point na boêmia Vila Maadalena. Sextas, sábados e domingos, com lotação completa, são a marca do ponto privilegiado do bairro que atrai a frequência de moradores de outros lugares da cidade. Pelas grandes portas envidraçadas que separam a calçada do bar, é possível ver a galera entusiasmada que procura o local para curtir as atrações musicais, os bons drinks e petiscos servidos na casa.

Veja aqui como chegar no Pátio SP bar #TÁNOAPONTADOR

Para Christian Caballero e Victor Gambardella, sócios da casa, o Pátio SP conseguiu conquistar o público que gosta de frequentar um ambiente bonito, que tem jardim vertical, grafite na parede, teto retrátil e mobiliário feito de pallets reciclados; com boa comida e bebida e música ao vivo eclética e de qualidade. “O bar é a cara de São Paulo, que prima pelo atendimento e onde o paulistano se sente em casa e o turista vai conseguir entender um pouco da cidade”, diz.

No cardápio há o resgate de itens como sanduíche de carne-louca, pavê de chocolate e pudim de leite, que faz lembrar comida de vó e das boas festas de família. Ao mesmo tempo, serve petiscos que não podem faltar na mesa de um bom bar, como croquete de costela, dadinhos de tapioca e espeto de frango com farofa.

Na parte de coquetelaria, a ideia é oferecer bebidas e drinques que passeiam entre os clássicos, autorais e especialidades do Pátio SP. Uma seleção inspirada em pontos turísticos da cidade, como Viaduto do Chá e Pátio do Colégio, por exemplo, e em brasilidades, como a rapadura e a caipirinha fazem sucesso.

Fonte: Scheilla Lisboa Comunicação