Comer sozinho faz mal à saúde, garante pesquisa

Por Patricia Machado em 07/11/2017

Comer sozinho costuma ser uma situação desagradável. Na maioria das vezes, as pessoas até chegam a comer mais rápido, sem apreciar devidamente o prato, porque não têm com quem compartilhar aquela experiência. Além disso, quando estão sozinhos, muita gente opta por fazer as refeições enquanto mexem no celular ou assistem algum programa de televisão.

+ Comer fora de casa aumenta as chances de sair da dieta, aponta estudo

+ Cinco alimentos que dão saciedade e ajudam a emagrecer

Um pesquisa feita por cientistas do Hospital Ilsan de Dongguk, na Coréia do Sul, quis descobrir como as refeições solitárias, seja na hora do almoço ou do jantar, poderiam afetar a saúde do ser humano. Por isso, eles estudaram a frequência com que 7.725 homens e mulheres adultos faziam suas refeições e analisaram os seus índices de saúde.

Os resultados revelaram que o hábito traz maiores problemas para o sexo masculino do que para o feminino. Os dados mostraram que o risco dos homens desenvolverem obesidade aumentou 45%, enquanto as chances de ter pressão alta ou alguma síndrome metabólica cresceram 64%. Já para as mulheres, o hábito de comer sozinho duas ou mais vezes por dia aumentou em 29% o risco delas desenvolverem pressão alta ou obesidade.

De acordo com os cientistas, a saúde das pessoas que optam por comer sozinha tente a piorar porque, na maioria dos casos, elas escolhem comer itens pouco saudáveis, como sanduíches e comidas gordurosas, ao invés de vegetais. A conclusão da pesquisa foi publicada no periódico Obesity Research & Clinical Practice.

Foto: Getty Images