10 restaurantes em São Paulo que não cobram taxa de rolha

Por Mariana Castro em 29/11/2016

Em tempos de crise econômica, sair para jantar é um luxo que precisa estar previsto no orçamento. Entretanto, para quem gosta de uma boa refeição, com comida e bebida de qualidade, trata-se de um hábito difícil de abandonar. Uma forma de viabilizar esses momentos de prazer pode ser levando a sua própria garrafa de vinho ao restaurante. Uma vez que os rótulos nas casas custam, geralmente, muito mais do que na loja, essa opção garantirá uma boa economia na conta.

+ Lugares para tomar vinho em São Paulo

+ Pessoas tendem a beber mais vinho quando ele é servido em taças largas

Os estabelecimentos lidam de formas distintas com esta prática. Alguns preferem que o cliente consuma apenas as bebidas da casa, enquanto outros cobram uma “taxa de rolha” para quem levar a bebida de casa. Esse valor serve para cobrir os custos no serviço de vinho, como as taças, que são utensílios caros e frágeis.

A taxa varia para cada restaurante, podendo ser cobrada apenas a partir da segunda ou terceira garrafa, ou de acordo com o preço do rótulo. Os sommeliers, porém, têm liberdade para abonar a cobrança de um cliente fiel ou de um grupo que peça outras bebidas para acompanhar, por exemplo. Mas, se você está mesmo afim de curtir o jantar sem gastar muito, há sempre os restaurantes que permitem que você leve sua garrafa de vinho sem pagar nada a mais por isso.

Abaixo, confira 10 restaurantes em São Paulo que não cobram taxa de rolha:

Foto: Getty Images