Conheça a moda dos tijolinhos aparentes que está em alta na decoração de interiores

Por Amanda Perez em 23/08/2018

A alvenaria é uma forma milenar de construção. Ainda hoje, muitos consideram o tijolo – principalmente de barro maciço – como uma das vedações mais nobres para as edificações, devido à sua grande massa.

Já outros preferem escondê-los com reboco e massa corrida. Mas, a tendência atual de decoração é deixar o material em destaque nas paredes de sua casa.

Foto: Projécta Design e Arquitetura.

Os queridos tijolinhos aparentes já eram amados no passado e hoje ainda mais. Agora, eles são o sinônimo para a arquitetura de charme, elegância e modernidade.

Dicas para decorar a casa com azulejos

Quatros dicas para deixar a sala mais moderna com um sofa

A diferença é que agora eles não estão apenas nas fachadas, mas também nos ambientes internos. A ideia surgiu em Nova York, depois do surgimento dos lofts em antigos galpões industriais e já se espalhou por todas as regiões do mundo.

Foto: Bianca Monsteiro

No Brasil, como a fase colonial ainda é muito recente – sendo que algumas regiões do país ainda mantém um padrão construtivo vernacular – o tijolo é visto como rústico. A maioria da população acredita que esse material só pode ser empregado em propostas de residências rurais, o que é uma mentira. Ele cai muito bem também em projetos urbanos, misturado a elementos tecnológicos e industrializados.

Resumindo, o tijolo aparente, quando usado da maneira certa, pode deixar os espaços muito bonitos. Então, se você também deseja dar esse toque especial em seu lar, confira as nossas dicas!

Foto: Ana Carolina Sauma

Quais as vantagens e desvantagens do tijolo aparente

Supondo que antes de começar uma reforma ou construção, o arquiteto sugerisse ao seu cliente que fizesse uma parede em tijolo aparente.

É normal que essa pessoa fique com dúvidas. Afinal, vale a pena ter algo assim em casa? Será que é viável e fácil de executar? E a manutenção, como fazer? O único jeito para responder essas perguntas é buscar informações sobre as vantagens e desvantagens desse material.

O primeiro ponto positivo que podemos destacar dos tijolos aparentes é que eles são atemporais, nunca saem de moda e podem ser encontrados nos mais variados tipos, cores, formatos e texturas – por isso fica fácil combiná-los a outros revestimentos. Além do efeito decorativo, eles tem a vantagem de proporcionar aos ambientes um ótimo equilíbrio na temperatura e conforto acústico.

Se a pessoa já tem uma parede em tijolo aparente, ela pode optar por manter sua textura original. Nesse caso, o material recebe uma camada de impermeabilizante ou verniz a base d’água transparente – servindo apenas como proteção da superfície.

Agora, se o material estiver muito desgastado, com fungo e limo, soltando poeira ou até se quebrando, é preciso pensar em alternativas para reaproveita-lo.

Foto: Daniela Gradella

“O ideal é que se utilize resina no acabamento. Outra opção – que pode trazer mais leveza – é o acabamento a base de cal, como se fosse uma ‘caiação’, ou requeimado laminando, para um acabamento mais uniforme.” – arquitetas Patrícia Guerra e Roziane Faleiro, em reportagem de Bonde.

Foto: Liliana Zenaro

Agora, a pessoa também pode querer repaginar ainda mais a casa, para isso, ela pode pintar os tijolos da parede nas cores de sua preferência – depois de um tratamento específico de fundo com tintas para exteriores, claro.

Geralmente, a primeira escolha dos consumidores são os tons claros. Isso porque os demais deixam os ambientes muito escurecidos, prejudicando a iluminação e a sensação de amplitude dos ambientes.

Foto: Adriana Fornazari

Como fazer uma parede em tijolo aparente

Já deu para perceber que o tijolo aparente é um recurso bastante versátil e muito valorizado pelos arquitetos e designers de interiores. Com ele podemos criar diferentes composições para a casa, dando vida aos espaços desvalorizados, como hall de entrada, cozinha e banheiro, enfim, as possibilidades são quase infinitas. Agora, como fazer uma parede assim?

Foto: Naniwa Oshika Arquitetos

Pois bem, os tijolinhos não são elementos frágeis. Eles podem ser usados apenas como revestimento, cobrindo toda uma superfície.

Mas também podem ser uma estrutura. Então, deve-se ter muito cuidado na hora de fazer grandes intervenções em casas ou apartamentos. Não se pode ir simplesmente desgastando uma parede para deixar o material aparente, o risco pode ser enorme.

Foto: Studio Scatena Arquitetura

O ideal é tomar essa decisão sob a orientação de um profissional qualificado, como um engenheiro civil. Sua ajuda pode ser essencial desde o momento da execução até a manutenção da parede. Dependendo da situação, só ele saberá dizer qual produto utilizar ou o sistema construtivo a seguir para garantir uma obra mais limpa, segura e duradoura.

Foto: Studio Um Interiores

Agora, quem não quiser se arriscar, existem formas mais simples de se obter o mesmo efeito do tijolo aparente. Já existem no mercado alguns revestimentos de imitação, que garantem quase o mesmo resultado final, incluindo a profundidade, como as placas cerâmicas, a massa de grafiato, os elementos em gesso e até em papel de parede simulando 3D, todos são colados na parede, sem agregar muita carga à estrutura.

Como usar o tijolo aparente na decoração de interiores

Deixar o tijolo aparente na decoração de interiores é aproveitar o material em seu estado mais bruto – o que, de fato, é uma ideia bastante inteligente. Isso remete a uma atmosfera mais envelhecida, que pode ser contrastada com um mobiliário mais moderno, criando um ambiente contemporâneo. Para que o cenário fique harmônico, basta combinar os elementos certos, sem exageros.

É preciso que o projetista busque meios de suavizar a rusticidade dos tijolos. Objetos de linhas minimalistas e cores neutras são uma excelente opção. Uma outra ideia é aumentar o número de pontos de luz, usar espelhos e ornamentos metálicos. Quanto mais contrastes mais o ambiente parecerá leve e delicado.

Só é preciso escolher um estilo que combine com a sua casa e mãos à obra!

Por Viva Decora