Zona Azul Digital passa a ser obrigatória a partir de hoje (5)

Por Patricia Machado em 05/12/2016

A partir desta segunda-feira (5), o motorista que estacionar o veículo em vagas temporárias precisará utilizar a versão digital da Zona Azul, ao invés das tradicionais folhas em papel. A novidade que estava em fase de testes desde junho será agora única opção dos motoristas.

+ O que avaliar na hora de contratar um seguro de carro?

+ Como funciona o curso de reciclagem da CNH?

Para parar o veículo, o condutor precisará ter um aplicativo de acesso à Zona Azul Digital instalado no celular. Existem oito versões de apps que funcionam para o sistema iOS, Android e Microsoft. Depois, será necessário fazer a compra de créditos e informar a placa do veículo. O preço do Cartão Zona Azul Digital (CAD) é o mesmo, R$ 5 para estacionar por até duas horas ou R$ 45 pela compra de dez cartões.

Além de poder comprar a versão digital da Zona Azul por aplicativo, também será possível adquirir os créditos em Pontos de Venda (PDV) fixos e autorizados pela CET. Esses locais terão uma máquina similar a de um cartão de crédito ou débito. No ato da compra, o usuário deve informar a placa do veículo, a quantidade de créditos que deseja comprar e o tempo de validade do CAD. O comprovante recebido não precisa ser colocado no vidro do carro e a relação dos pontos de venda pode ser consultada no site.

Com a novidade, a Prefeitura de São Paulo espera acabar com as fraudes que chegaram a R$ 50 milhões em 2015.

O que fazer com as folhas de Zona Azul não utilizadas?

Quem ainda tem folhas de Zona Azul poderá ser reembolsado. Para isso, é necessário ir até a Gerência Comercial da Companhia de Engenharia e Tráfego (CET), na Rua Senador Feijó, 143, 1º andar, Centro, das 9h às 16h, e entregar as folhas inutilizadas.

As folhas não utilizadas serão reembolsadas pelo valor de R$ 4,50 cada. O valor máximo para receber em dinheiro é de R$ 450. Quem ultrapassar esse valor receberá o pagamento em cheque. O reembolso ocorrerá até o dia 31 de janeiro de 2017.

Foto: Divulgação