Resolução que exigiria curso e prova para renovação da CNH é revogada

Por Mariana Castro em 19/03/2018

O Ministério da Cidade informou, na noite de sábado (17), a revogação da resolução anunciada pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) na semana passada. De acordo com a determinação do órgão, a partir de 5 de junho deste ano, quem fosse renovar a CNH teria que fazer um curso e uma prova.

Em nota, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, afirmou que vai continuar trabalhando em prol da segurança no trânsito. “Mas sempre com absoluto foco na simplificação da vida dos brasileiros e na constante busca pela redução de custos, de forma a não afetar a rotina dos condutores que precisam renovar suas carteiras de habilitação”, esclareceu.

+ O que fazer se a CNH foi suspensa?

+ Quem tem direito à CNH especial?

O que diz a resolução?

Além dos exames médicos, que já eram uma exigência, os condutores teriam que atender a dez aulas com carga horária de 50 minutos cada, além de realizar uma prova teórica com 30 questões de múltipla escolha. Seria necessário acertar 21 delas para ser aprovado e, em caso de reprovação, esperar alguns dias após o resultado para refazer o teste. O objetivo, segundo o Contran, seria aperfeiçoar os motoristas e, consequentemente, melhorar o trânsito.

Foto: Getty Images