Quando fazer o balanceamento do veículo?

Por Patricia Machado em 04/12/2017

Para manter a segurança dos passageiros, o motorista deve estar sempre atento à manutenção do carro. Entre os serviços que devem ser feitos periodicamente, está o balanceamento do carro. Isso é capaz de evitar problemas e o desgaste desnecessário das peças do automóvel.

+ Quando fazer o alinhamento das rodas do carro?

+ Dicas para motoristas iniciantes dirigirem com segurança

De acordo com especialistas da DPaschoal, rede varejista de serviços automotivos, alguns sinais são capaz de identificar que o carro está desbalanceado. O motorista deve observar se o volante está trepidando ou se a carroceria está balançando. Além disso, o balanceamento deve ser sempre realizado quando um pneu furado for consertado ou quando um novo pneu for instalado e, de maneira preventiva, a cada 10 mil km rodados.

A função do balanceamento é equilibrar o conjunto de pneus e rodas. A falta do balanceamento é capaz de levar a um desgaste prematuro dos pneus e dos componentes da suspensão. Isso é responsável por diminuir a estabilidade, segurança e conforto ao dirigir.

Quais são os tipos de balanceamento existentes?

Ao levar o veículo em uma oficina, o motorista pode optar por três tipos de balanceamento. De acordo com a DPaschoal, o balanceamento estático visa realizar a distribuição uniforme do peso do pneu no mesmo sentido. Já o balanceamento dinâmico tem o objetivo de corrigir o fato da roda vibrar no sentido horizontal.

Para evitar contratempos, o tipo de balanceado mais indicado é o balanceamento combinado, que nada mais é do que a soma dos outros dois tipos de balanceamento.

Foto: Getty Images