Dicas para evitar problemas na hora de abastecer o veículo

Por Mariana Castro em 01/12/2016

Abastecer o carro pode parecer simples e é, sem dúvidas, uma tarefa comum na rotina dos motoristas. Apesar disso, uma ida desatenta ao posto de gasolina pode gerar dor de cabeça e problemas futuros.

+ EUA anuncia projeto para ampliar postos de recarga para carros elétricos

+ Saiba o que fazer com seu carro durante uma enchente

Muitas vezes, sem saber, o motorista acaba colocando combustível adulterado no veículo ou sendo vítima de bombas que colocam menos combustível do que o que é informado e cobrado, por exemplo.

Por isso, antes de abastecer o veículo, o motorista deve ficar atento a alguns cuidados. A Fundação Procon-SP reuniu algumas dicas para garantir os direitos do consumidor na hora de abastecer o carro.

Confira:

  • Abasteça o veículo sempre no mesmo posto, uma vez que o estabelecimento seja de confiança. Os chamados postos clonados revendem combustíveis sem bandeira, imitando marcas conhecidas. Para isso, eles se utilizam das cores, símbolos e denominações semelhantes aos de grandes distribuidores e acabam enganando o motorista
  • Desconfie de postos que oferecem combustíveis a preços muito mais baixos do que a maioria dos estabelecimentos da região
  • Segundo o Procon, postos de uma determinada marca só podem vender os combustíveis fornecidos pelo distribuidor da respectiva marca. Nos postos de bandeira branca (sem marca comercial), as bombas abastecedoras precisam ser identificadas com o fornecedor do combustível
  • Sempre que possível, desça do veículo e acompanhe o abastecimento. Assim, você poderá verificar se o mostrador da bomba parte do zero tanto no valor a pagar quanto no volume abastecido
  • É dever do posto de gasolina informar os preços dos combustíveis em um painel de forma clara e de fácil visualização
  • O teste de qualidade, conhecido como “teste da proveta”, é obrigatório e verifica o excesso de álcool na gasolina. “Ele pode ser solicitado em qualquer ocasião e, se o posto negar a realização do teste, o mais adequado é escolher outro local para abastecer o veículo, além de denunciar o mesmo aos órgãos de defesa do consumidor e à ANP (Agência Nacional do Petróleo)”, disse o Procon.
  • Não deixe de exigir o comprovante de pagamento. Caso haja indícios de problemas no veículo causados por combustível adulterado, é aconselhável que você procure um mecânico imediatamente. Tendo um laudo que atesta que o problema foi causado pelo combustível, o orçamento do mecânico e a nota fiscal, o consumidor pode procurar o Procon para solucionar o caso.

Telefones para denúncia:

  • Procon-SP: 151
  • IPEM: (11) 3581-2000
  • ANP: 0800 970 0267

Foto: Getty Images