Como limpar o carro corretamente?

Por Patricia Machado em 06/10/2017

A sensação de entrar em um carro limpo é maravilhosa, tornando a viagem dentro do automóvel mais agradável. No entanto, diante de tantos afazeres e de uma rotina atribulada é difícil conservar a limpeza do veículo no dia a dia. Por causa disso, é comum que muitas pessoas optem por, periodicamente, levar o carro em um lava-rápido. No entanto, isso tem um custo, que pode afetar o orçamento.

+ Como escolher e avaliar um bom mecânico?

+ Como trocar o óleo de carro corretamente?

Para evitar gastos extras, o próprio dono do veículo pode optar por limpar a parte externa e interna do carro. Feito com cuidado, o trabalho pode deixar o automóvel higienizado e com aspecto de novo.

De acordo com Cristiane Gonçalves, supervisora de engenharia de materiais da Ford América do Sul, para lavar o exterior do veículo é recomendado utilizar um xampu automotivo ou um sabão com pH neutro. “Lave o carro com água e sabão neutro na sombra”, recomenda a especialista. As esponjas ajudam a remover a sujeira e podem ser usadas nas rodas, pneus e grades. Para a carroceria, prefira os tecidos macios e que não soltem muitos fios, como as flanelas mais grossas.

Para o interior, utilize o aspirador de pó e procure usar um tecido úmido ou seco para limpar o painel de instrumentos, painéis das portas, console central e o interior dos porta-copos e do porta-luvas. “O aspirador de pó é bom para limpar carpetes e estofados”, afirma Cristiane.

Para evitar gastos extras, o próprio dono do veículo pode optar por limpar a parte externa e interna do carro

Nos bancos de tecido, uma boa dica para tirar pequenos fiapos ou pelos de animais, por exemplo, é usar rolos de fita adesiva, facilmente encontrados em supermercados. “Para os bancos de couro, recomendo usar uma toalha ou uma esponja sempre do lado não abrasivo com sabão neutro diluído em água. Para a remoção completa do sabão, use uma toalha limpa umedecida. Depois, seque o banco com um tecido limpo”, orienta a especialista.

Além disso, para evitar problemas no carro, não é aconselhável utilizar silicone no interior do automóvel, como no painel, pois  o produto pode danificar as peças. “Para usar qualquer produto é necessário que haja compatibilidade com os componentes com os quais ele terá contato. Até a composição química de um adesivo pode causar danos em uma peça plástica, por exemplo”, explica Cristiane.

Fotos: Getty Images