Como escolher e avaliar um bom mecânico?

Por Patricia Machado em 22/09/2017

Quando um carro apresenta um problema de funcionamento, isso é considerado sinônimo de dor de cabeça, pelo menos para a maioria das pessoas. Afinal, além de ter que ficar sem o veículo por alguns dias, será necessário escolher um mecânico de confiança para realizar o conserto.

+ Como trocar o óleo de carro corretamente?

+ Cuidados essenciais para evitar problemas no carro

“Os atributos mais procurados em um profissional quando alguém precisa fazer a manutenção no carro são transparência, honestidade e capacidade técnica para resolver um determinado problema”, afirma Leandro Vanni, gestor de tecnologia e inovação da DPaschoal.

Por isso, na hora de escolher um bom mecânico, o dono do veículo deve procurar por locais que permitem que a pessoa possa acompanhar o processo de conserto do carro. Outro fator importante é optar por profissionais que priorizem o processo de revisão de segurança, garantindo que descobriram o real problema do veículo e estão trocando somente for o necessário. Além disso, é bom verificar se o estabelecimento contratado possui ferramentas especiais para garantir o correto diagnóstico do problema.

A melhor forma de evitar problemas no carro é fazendo revisões periódicas. Elas devem ser realizadas a cada 10 mil km ou a cada 6 meses

“Eu sempre recomendo que a pessoa procure referência do profissional em redes sociais e com amigos e cheque se a oficina escolhida tem compromisso com o meio ambiente. Para isso, basta descobrir para onde vão as peças trocadas do carro”, recomenda Leandro. “Observe também se o mecânico oferece garantia por escrito dos produtos e serviços realizados e verifique se há uma área de ouvidoria. Afinal, o cliente deve saber o que fazer caso algum problema ocorra durante o conserto”, completa.

Após a etapa de escolher um bom mecânico, o motorista deve ser capaz de avaliar se o serviço contratado foi bem executado. De acordo com o especialista da DPaschoal, o primeiro passo é analisar se o problema foi resolvido. Depois, no momento de retirar o carro da oficina, verifique se as peças velhas estavam disponíveis para que você pudesse avaliar as mesmas.

Como evitar problemas de manutenção?

A melhor forma de evitar problemas no carro é através da realização de revisões periódicas. “Isso garante que, em caso de problemas no veículo, eles sejam rapidamente identificados e que um item com necessidade de troca não sobrecarregue ou danifique prematuramente os demais”, afirma Leandro. Além disso, quando um problema é percebido no início, muitas vezes é possível fazer a correção e evitar a troca prematura de peças e pneus.

A revisão de segurança é recomendada a cada 10 mil km ou a cada 6 meses. Mas, caso o motorista note algum tipo de problema no veículo, como ruídos anormais ou vibração, é importante procurar um especialista o mais breve possível. Isso pode evitar despesas desnecessárias e ainda garantir a segurança de todos que estiverem no veículo.

Fotos: Getty Images