Vale a pena usar brinquedos eróticos?

Por Patricia Machado em 22/07/2016

Atire a primeira pedra quem nunca teve curiosidade de conhecer um brinquedo sexual, não é mesmo? Os brinquedos eróticos, que também são conhecidos por sex toys, despertam a curiosidade da maioria das pessoas e costumam ser usados por aqueles que querem experimentar algo novo ou desejam realizar uma fantasia sexual.

+ Dicas para apimentar a vida sexual

+ Pesquisa descobre o número máximo de parceiros sexuais que você deveria ter

De acordo com uma pesquisa realizada pelo C-date, site de encontros e relacionamentos, os homens gostam mais de experimentar os apetrechos do que as mulheres. 62.17% dos homens revelaram que curtem usar algum brinquedo erótico na relação sexual enquanto 37,38% das mulheres disseram que usariam os brinquedinhos para surpreender o parceiro durante o sexo.

A sexóloga Carla Cecarello defende que os brinquedos eróticos são saudáveis para a relação. Mas, eles só devem ser utilizados caso haja um consenso entre o casal. “Se apenas um dos parceiros quiser, o brinquedo pode criar um problema para o casal. Os brinquedos eróticos contribuem para que a relação fique mais estreita entre os parceiros, além de mais solta e divertida”, explica Carla.

Quais são os melhores brinquedos eróticos?

Os homens que participaram da pesquisa do site de relacionamento elegeram as bolinhas aromáticas como o seu brinquedo predileto. Além disso, vibradores, óleos quentes para massagem e sais de banho estimulante também foram elencados pelo público masculino para deixar a noite mais picante.

Já as mulheres disseram que, quando o assunto é brinquedos eróticos, elas preferem utilizar sais de banho estimulante e óleos quentes para massagem. Vibradores, fantasias e bolinhas aromáticas também foram citados pelas participantes, mas não ficaram no topo do ranking.

É possível usar o brinquedo sexual sozinho?

Para que os brinquedos eróticos não se tornem um motivo de briga entre o casal, uma alternativa é matar a curiosidade e utilizar o acessório sozinho. Além de garantir o prazer, a iniciativa permite que a pessoa se conheça melhor.

“Quando os brinquedos eróticos são usados de maneira individual, a pessoa descobre o que gosta e como gosta”, conta a sexóloga.

Foto: Thinkstock