Seis motivos que podem fazer com que a atividade sexual seja dolorida

Por Mariana Castro em 12/08/2016

Existem muitas formas de descrever uma relação sexual. Ela pode ser excitante, romântica, selvagem, sexy e até emocionante. Atualmente, o sexo não é mais associado apenas à reprodução e pode ser feito pela sensação de prazer que isso pode ocasionar. Por causa disso, adjetivos como “dolorido” ou “desconfortável” não deveriam ser capazes de caracterizar uma atividade sexual.

+ Estudo revela por que as mulheres se recusam a fazer sexo de luz acesa

+ Ressecamento vaginal pode afetar a vida sexual das mulheres, segundo especialista

Quando a mulher acaba vivenciado algum incomodo na região da vagina durante o ato sexual, ela deve procurar um especialista para tentar desvendar a causa do problema. O site da revista Marie Claire conversou com as sexólogas Yvonne Fulbright e Mary Jane Minkin para entender quais motivos podem levar a um desconforto na hora H.

Saiba quais são eles e como resolvê-los:

Você não está suficientemente lubrificada

Mesmo que a vagina se lubrifique naturalmente, se você não está excitada o suficiente ou tomou alguns drinques a mais antes do sexo, você pode apresentar secura vaginal. Além disso, pular as preliminares pode causar uma fricção desnecessária na área genital.

Por causa disso, garanta que você está devidamente lubrificada e no clima antes de partir para a penetração. Caso necessário, você também pode usar um lubrificante ou, para problemas crônicos de secura, um hidratante vaginal.

Você está fazendo as posições de maneira errada

É sempre válido tentar novas posições sexuais e sair da rotina. No entanto, nem todas as pessoas conseguem executar movimentos sexuais mais difíceis e, quando executado de maneira errada, eles podem ocasionar algum desconforto. O ideal é encontrar as posições sexuais que funcionam para os dois, deixando você confortável para executá-las com excelência.

Você é alérgica aos seus brinquedos ou produtos sexuais

Diferente do que muitos costumam fazer, não é recomendável parar na primeira farmácia ou sex shop que você avistar e comprar o que for mais barato. Lubrificantes são feitos com diferentes produtos químicos, que podem desequilibrar o pH da região íntima. O mesmo vale para os produtos de látex, como as camisinhas. Assim, se você sentir alguma irritação após usá-los, tente mudar para produtos feitos com substâncias mais naturais.

+ Casais que dividem tarefas domésticas igualmente fazem mais sexo

Seu parceiro é grande demais – se é que você me entende 😉

Há uma supervalorização do tamanho do “documento” dos homens que precisa ser desmistificada. Se o pênis é grande demais, ele pode não caber dentro do canal vaginal da mulher — e, aí, de nada adianta seu tamanho porque ele gerará desconforto durante a penetração.

De certo modo, o que você precisará fazer é “afrouxar” um pouco a região – e não se preocupe, a musculatura da vagina é muito flexível e não ficará esticada permanentemente. Você pode fazer isso tentando posições sexuais mais simples – como o famoso “papai e mamãe” – ou ficando mais excitada ao investir nas preliminares.

Você tem uma disfunção sexual

Apesar de pouquíssimo falado, muitas mulheres – principalmente adolescentes ou jovens adultas – sofrem de uma condição chamada de vaginismo. Nela, os músculos da vagina sofrem espasmos involuntários durante o sexo, o que o torna dolorido. A dor aguda no ato também pode ser atribuída à hiperatividade das fibras nervosas ao redor da vulva, também chamado de vulvodínia.

A boa notícia é que há terapias disponíveis para ambas as disfunções, através do uso de dilatadores ou medicações para a dor – basta você consultar o seu ginecologista para saber o que fazer.

Você não faz sexo há muito tempo

Quem nunca enfrentou um extenso período de seca, não é mesmo? Por isso, é completamente normal sentir um pouco de dor na penetração ao transar após um longo tempo sem ter uma relação sexual.

Foto: Thinkstock