Por que alguns casais transam mais do que outros?

Por em 31/05/2016

As pessoas são diferentes. E a mistura de personalidades que envolve um relacionamento pode ser a explicação para questão: Por que alguns casais transam mais do que outros? Pelo menos é isso o que diz um novo estudo publicado no Journal of Research in Personality.

+ Ciência descobre quantas vezes por semana é necessários fazer sexo para ser feliz

Os pesquisadores descobriram que, muitas vezes, são alguns traços de personalidade que ditam a frequência da relação sexual entre um casal. No estudo, foram analisados 278 casais heterossexuais recém-casados que mantiveram diários para medir quantas vezes eles tinham relações.

Eles também precisaram fazer um teste de personalidade para falar de sua extroversão, abertura a novas experiências, gentileza, consciência e negativismo. Em média, todos os casais relataram ter de 3 a 4 relações sexuais durante um período de duas semanas. E o projeto confirmou que os homens tomaram a iniciativa para o sexo mais frequentemente do que as mulheres.

+ Sua vida sexual pode melhorar conforme você envelhece

Eles também descobriram que um casal é mais propenso a transar se a mulher tiver como traço marcante a gentileza ou estiver mais aberta a novas experiências.

Os casais também tiveram de classificar sua satisfação com sete pontos — e se o homem era mais aberto a novas experiências, o casal era menos satisfeito. Ambos os sexos se mostraram menos propensos a manter relações sexuais se seus níveis de negativismo eram mais elevados.

+ Quanto tempo da sua vida você passa fazendo sexo?

É importante ressaltar, no entanto, que o estudo se concentra apenas em casais recém-casados. Quem sabe as coisas possam ser diferentes a longo prazo, para casais não casados ou até mesmo para aqueles que estão casados ​​por anos?

 “O que eu posso dizer é que, em uma série de estudos de casais recém-casados ​​(a maioria dos quais são extremamente felizes), eles relatam transar, aproximadamente, a cada três ou quatro dias. No entanto, eu não tenho certeza com que frequência casais ‘felizes’ que foram casados por mais tempo (ou até mesmo casais de namorados) tiveram relações sexuais”, explica a psicóloga Andrea L. Meltzer, uma das autoras do estudo.