Pessoas que amam os próprios corpos costumam ser mais bem-sucedidas no amor

Por em 16/05/2016

Quem nunca ouviu esta velha máxima: “Antes de amar o outro, é preciso amar a si mesmo”? Sentir-se bem com o próprio corpo é o mandamento número 1 da autoestima. Mas, não só isso, é importante também para o sucesso de um relacionamento. 

+ Pesquisa revela como homens e mulheres agem na hora da conquista, de acordo com os ‘ensinamentos’ de Wesley Safadão

Segundo um estudo divulgado pelo site Refinery29, as pessoas que amam os seus próprios corpos costumam ser mais bem-sucedidas no amor. 

O jornal Body Image, responsável por promover a pesquisa, entrevistou 12 176 pessoas entre 18 e 65 anos e constatou que as pessoas que não estão felizes com seu peso e aparência costumam estar menos satisfeitas com a sua vida em geral.

“A insatisfação corporal e a ansiedade estão vinculadas a uma espiral de falta de autocontrole”, conta David Frederick, professor e assistente de psicologia na Universidade Chapman. “As pessoas que são menos confiantes costumam ter mais medo do parceiro, o que alimenta ainda mais as suas preocupações sobre a aparência”.

+ Estudo mostra que a postura tem papel fundamental na hora da paquera

O estudo também revelou um dado alarmante: apenas 24% dos homens e 20% das mulheres estão plenamente satisfeitos com a sua aparência. A pesquisa aponta que essa autopercepção é, provavelmente, resultado das pressões da sociedade.