Pesquisa descobre quando os divórcios mais acontecem

Por Patricia Machado em 25/08/2016

Todo relacionamento tem altos e baixos, não é mesmo? O problema é que, às vezes, as brigas passam a ser constantes e os amantes acabam optando pelo divórcio. De acordo com dados do IBGE, o número de divórcios no Brasil cresceu mais de 160% nos últimos dez anos. Além disso, em 2014, foram homologadas mais de 341.000 separações.

+ Diferença de idade pode contribuir para o fim do relacionamento, diz pesquisa

+ Qual é a melhor idade para casar? Universidade diz que esse detalhe importa sim

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Washington, nos Estados Unidos, descobriu que os casais se divorciam mais após o período de férias. Essa conclusão foi apresentada recentemente durante conferência da Associação Americana de Sociologia.

Os cientistas envolvidos no projeto analisaram os pedidos de divórcio no Estado de Washington que ocorreram entre 2001 e 2015. Os documentos revelaram que a maioria das pessoas optava pela separação nos meses de março ou agosto. Esses meses correspondem, respectivamente, ao período após as férias de inverno e verão no Hemisfério Norte.

De acordo com a análise, esse padrão acontece porque as pessoas tendem a se sentir esperançosas durante as férias e épocas festivas. Isso faria com que elas acreditassem que ainda poderiam recuperar o seu casamento.

“As pessoas tendem a encarar os períodos de férias com altas expectativas, apesar dos desapontamentos passados. Essa época representa um momento de antecipação de oportunidades para um recomeço, uma mudança, uma transição para um novo período de vida. É como um ciclo de otimismo, de certa forma”, disse Julie Brines, autora do estudo, em comunicado oficial. Quando isso isso não acontece, o cônjuge que está infeliz se sente pronto para pedir a separação.

Foto: Getty Images